Dicas

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 11/08/2016

10 dicas para fazer uma detox mental e corporal completa

1

É tudo uma questão de toxinas, e de eliminá-las ao máximo. Este é o objetivo da detox e uma das promessas mais recentes para uma saúde plena.

 

As toxinas que se manifestam no interior do organismo não têm apenas origem nos alimentos que são nocivos para a saúde, como as carnes processadas, os produtos industrializados e os alimentos vendidos com quantidades nocivas de açúcar e gordura saturada. As toxinas podem ter também origem no meio ambiente, no estresse, nas emoções, no trabalho e em tudo o que, de uma forma ou outra, pode interferir com o bem-estar e equilíbrio das pessoas.

 

Como explica o médico Willian Cole ao site Mind Body Green, até mesmo as pessoas com um estilo de vida saudável e com uma alimentação equilibrada estão à mercê dessas mesmas toxinas e do impacto que exercem no organismo e no sistema imunológico (quase sempre negativo).

 

Contudo, é possível livrar o corpo de uma grande parte das toxinas, mas não de todas. São precisos alguns truques e algumas regras diárias – que devem ser incluídas no dia a dia – para que a desentoxicação mental e corporal seja realizada com sucesso, especialmente quando está em causa algum tipo de doença auto-imune. De acordo com o médico, são estes os passos a seguir.

 

1 – Fazer um histórico de saúde completo. Anotar todos os problemas de saúde existentes até a data, todas as mudanças corporais feitas (pinturas de cabelo, permanentes, alisamentos, colocação de esmaltes de gel, botox, cirurgias estéticas, etc,), idas ao dentista e por aí adiante. Apenas com toda esta informação é que poderá ser possível entender quais os ambientes cheios de toxinas que se visitou e como alteraram a saúde.

 

2 – Fazer exames sanguíneos e testes de laboratório. Depois de avaliar o passado, é preciso olhar para o presente e, segundo o médico, nada melhor do que fazer alguns exames de sangue aprofundados para saber, com dados recolhidos em laboratório, qual o nível de inflamação que pode estar acontecendo.

 

3 – Fazer algumas mudanças. Gerir o estresse, as emoções e excluir os hábitos menos saudáveis da dieta e todos os pensamentos negativos (através da meditação ou da prática de exercício físico) são as maneiras mais eficazes para acalmar a inflamação e equilibrar o sistema imunológico.

 

4 – Trocar os tradicionais produtos de limpeza por versões naturais. A presença de produtos químicos na grande parte dos produtos de limpeza é um risco para a saúde e, por isso, William Cole sugere que sejam comprados produtos feitos à base de plantas e rotulados como naturais e isentos de químicos.

 

5 – Jogar fora todos os purificadores de ar. De spray a velas, passando por equipamentos ligados na tomada. Tudo deve ser jogado no lixo e trocado por aromas naturais de óleos essenciais.

 

6 – Apostar em plantas. Seja em casa ou no local de trabalho, é importante ter por perto uma planta que consuma as toxinas existentes no ar. Veja aqui alguns exemplos das plantas que pode ter em casa para limpar o ambiente.

 

7 – Mudar os produtos de cosmética e beleza. Tudo o que vá entrar em contato direto com a pele, cabelo e unhas deve ser de origem natural e orgânica. Todos os produtos usados até agora – e repletos de químicos e aditivos – devem ir para o lixo.

 

8 – Reforçar a metilação. A metilação é um processo bioquímico que ocorre constantemente no corpo e que é responsável pela boa saúde do sistema imunológico. Este processo pode ser apoiado e reforçado com a ingestão de determinados alimentos, como os vegetais de folhas verdes e vegetais ricos em enxofre (como os brócolis, a couve-flor, a cebola, o alho e os aspargos).

 

9 – Apostar nos superalimentos. A detox pede sempre uma limpeza interna e existem alimentos que são altamente eficazes nessa tarefa, como é o caso do alho, do coentro e da spirulina.

 

10 – Beber água filtrada. Quanto mais pura e limpa, melhor.