Dicas

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 09/08/2017

10 fatos sobre amamentação

1. Como o leite materno se forma?

 

O leite materno começa a se formar durante a gravidez. Cerca de 24 horas depois do parto, os hormônios progesterona e prolactina colocam as glândulas mamárias em funcionamento. Com a primeira amamentação, a criança dá o sinal de partida definitivo para a produção de leite. Além disso, o hormônio prolactina regula o sistema nervoso da mãe e a quantidade que deve ser produzida.

[

2. Por que o leite materno faz tão bem para o bebê?

 

Dizem que o leite materno tem poderes quase mágicos. Nas primeiras semanas de vida, ele protege a criança de infecções intestinais, gases e prisão de ventre, além de auxiliar na digestão. O leite materno também ajuda o bebê a desenvolver seu sistema imunológico e se armar contra alergias. Além disso, o movimento feito pela boca do bebê auxilia no desenvolvimento do palato e da mandíbula.

 

3. Qual é a composição do leite materno?

 

A lista de ingredientes é muito grande. Os mais importantes são minerais, vitaminas, gordura e aminoácidos. Além disso, o leite contém nucleotídeos, que fornecem as bases para o DNA; carboidratos, que dão energia; fatores de crescimento, substâncias que auxiliam na maturação da mucosa intestinal; e fatores antimicrobianos, utilizados pelo sistema imunológico para identificar partículas estranhas e neutralizá-las.

 

4. Fases do leite materno

 

A composição do leite materno está em constante modificação. Nos primeiros dias do aleitamento, as glândulas mamárias produzem o colostro, um primeiro leite muito rico em nutrientes. A partir do quarto dia, ele se transforma num leite de transição, e, somente no décimo dia, as glândulas mamárias produzem o leite maduro. Mas, esse também se modifica permanentemente ao longo do crescimento da criança.

 

5. Qual é a quantidade de leite produzida?

 

Uma mulher produz até um litro de leite por dia. Uma criança bebe por amamentação entre 200 e 250 mililitros. Mas as glândulas mamárias podem se orientar rapidamente pelas necessidades do bebê e oferecer mais ou menos leite.

 

6. Por quanto tempo uma criança deve ser amamentada?

 

Esse é um tema controverso. A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda o aleitamento materno pelo menos até o sexto mês de vida da criança, e como fonte de alimentação exclusiva até o quarto mês.

 

7. Diferenças culturais

 

O tempo do aleitamento materno difere entre as culturas. Assim, na República Centro-Africana, as mulheres amamentam seus filhos até o 53º mês de vida, ou seja, quase quatro anos e meio. Para isso, uma mãe produz até 16 mil litros de leite. A média mundial é de 30 meses.

 

8. Leite materno

 

Antigamente, as crianças eram amamentadas com “leite feminino”. O termo leite materno passou a ser usado após uma campanha promovida no século 18, que estimulava o aleitamento materno, em vez de essa função ser repassada a amas de leite. As crianças deveriam ser amamentadas por suas mães, e não por “qualquer” mulher.

 

9. Controvérsia em lugares públicos

 

Uma mãe que amamenta em locais públicos não costuma ser bem vista, principalmente em países anglo-saxões. Nessas regiões, fotos de mulheres amamentando postadas no Facebook são excluídas imediatamente.

 

10. Aleitamento materno no mundo animal

 

Quando se trata da alimentação de filhotes, seres humanos e animais não são tão parecidos. Enquanto o ser humano pode desamamentar seu filho a qualquer momento ou até mesmo não amamentá-lo, os filhotes de mamíferos dependem do leite de suas mães por um longo período. Eles só podem ficar sem o líquido materno quando estão hábeis a conseguir alimento por conta própria. Um macaco da família dos hominídeos, por exemplo, é amamentado durante cinco a sete anos.

 

GUIAME