Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 12/05/2017

6 regras de etiqueta para quem vai visitar bebês recém-nascidos

O bebê finalmente nasceu, após nove meses de espera e ansiedade geral, e todo mundo quer visitar e levar presentes para o novo chegado. O problema é que a ansiedade muitas vezes é tanta que as pessoas só pensam em conhecer a criança sem se preocupar se os pais (ou o próprio bebê) estão preparados para receber visitas.

 

Para você não ser uma pessoa inconveniente e atrapalhar os novos pais, é melhor seguir certas regras de etiquetas, compiladas pelo UOL:

 

1. Agende a visita e não demore

 

O bebê acabou de nascer e você já quer conhecê-lo? Calma, não tenha tanta pressa. Consulte primeiro os pais da criança para saber se pode e qual o melhor horário. Jamais, em hipótese alguma, chegue sem avisar, pegando a todos desprevenidos, nem demore horas na visita, pois todos ainda estão se adaptando à nova rotina e estão muito cansados.
O bebê finalmente nasceu, após nove meses de espera e ansiedade geral, e todo mundo quer visitar e levar presentes para o novo chegado. O problema é que a ansiedade muitas vezes é tanta que as pessoas só pensam em conhecer a criança sem se preocupar se os pais (ou o próprio bebê) estão preparados para receber visitas.

 

 

2. Não faça visitas doente

 

Mesmo que a visita esteja marcada, não vá visitar um recém-nascido caso você esteja doente. “Na presença de qualquer sinal de gripe, resfriado, náusea, diarreia, dor de garganta ou cabeça a visita deverá ser desmarcada. Esses sintomas podem significar o início de um quadro viral ou bacteriano que pode ser transmitido aos pais ou ao recém-nascido e ter consequências bem danosas, como uma internação hospitalar”, explica Débora Passos, pediatra da Maternidade Pro Matre Paulista.

 

3. Bebês não são bonecas

 

Bebês precisam descansar, por isso não acorde bebês de propósito, só para pegá-los no colo, principalmente sem o consentimento dos pais.

 

4. Não dê palpites

 

Não seja inconveniente e fique palpitando sobre como os pais devem segurar, tratar ou amamentar o bebê. Os pais já estão passando por uma fase de muito estresse, se adaptando a esta nova fase, e você não ajuda em nada em ficar dizendo como as coisas devem ser feitas. A não ser que haja abertura para isso, não é o momento para palpites, comparações ou críticas.

 

5. Cuidado com o bullying

 

Falar para o irmão mais velho que ele deixou de ser o único, que terá que dividir os pais ou que “perdeu o colo” não é engraçado e não ajuda em nada os novos pais, que terão que lidar com esta nova situação.

 

6. Fotos, só com autorização

 

Se os pais não lhe autorizaram a tirar fotos do bebê, nem pense em tirar selfies ou fotos sem consentimento, pois há quem não queira exposição nas redes sociais. E cuidado com o uso de flash na hora do clique.
NOTÍCIAS AO MINUTO