Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 26/09/2017

“A teologia não esfria o crente, ela só apaga o falso fogo”, diz pastor Yago Martins

O pastor Yago Martins acredita que o estudo da Teologia pode melhorar a formação do cristão. Mas, será que se aprofundar nas Escrituras pode “esfriar o crente”? Ele afirma que na verdade, ler outros livros cristãos pode ajudar o crente em Jesus a ter um melhor relacionamento com Deus. Em um vídeo publicado no canal “Dois Dedos de Teologia”, ele relembra um episódio de sua vida.

 

“Ele era um, senhor respeitado na igreja, amigo do pastor e ex-membro da outra igreja ainda mais avivada que a minha. Ele me cativava pelos seus ares de mistério e espiritualidade. vez por outra eu ia em sua casa para ouvir palavras vindas de Deus. Dessa vez fui perguntar o que ele achava da ideia de comprar uma Bíblia de estudo. Lembro bem do conselho que recebi”, iniciou o pastor.

 

“O problema dessas Bíblias é que você não sabe se você está aprendendo de Deus ou de você mesmo”, havia dito o idoso. Yago continua: “Confesso que achei aquele comentário desconcertante logo de cara. Já havia ouvido que doutrina demais faz mal, mas aquele conselho me fez acordar para a loucura que eu estava acreditando. Quer dizer que eu paro de aprender pelo espírito de Deus se o meu aprendizado vem por meio de outras pessoas, que até estudaram mais que eu?”, questionou.

 

“Se é assim, porque em Efésios 4:11 diz que Deus deu mestres para sua igreja? Enfeite? Eu acho que não. Um famoso pregador batista, o Charles Spurgeon no sermão ‘Traga os Livros’, comenta que Paulo era inspirado e sempre desejava livros. Ele pregou por cerca de 30 anos e todavia desejava livros. Ele tinha visto o Senhor e ainda desejava livros. Ele teve uma experiência mais ampla que outros homens, mas desejava livros. Ele tinha escrito a maior parte do novo testamento e mesmo assim, perto da morte, desejava livros para sí”, argumentou.

 

Como aprender de Deus?

 

“Se não devemos ler livros de teologia porque devemos aprender de Deus, por quais razões deveríamos ouvir sermões de nossos pastores? Eles também são homens caídos que estão tentando ensinar a Palavra, tal qual os escritores. Aprender através dos pastores é deixar de lado o Espírito Santo? Não faz o menor sentido. Dá até para fazer piada com isso”, disse.

 

“Cabe a nos mostrar pelas Escrituras que o Espírito nos guia pela Palavra, através da ajuda de mestres e irmãos. Se Deus deseja que interpretamos corretamente as escrituras, o modo natural para que isso aconteça é quando o Senhor nos ensina a ler, a entender a lógica da linguagem e muitas outras informações que não serão entendidas em círculos de oração, mas diante de alguns livros”, ressalta.

 

“Uma lembrança muito viva que tenho do começo da minha vida de estudo é que todas as vezes que eu me propunha a ler um livro mais teológico eu empacava em palavras que estavam bem acima do meu vocabulário. Então, ao invés de considerar isso uma oportunidade de conhecimento, eu menosprezava os autores, com pensamentos do tipo: ‘Eles abandonaram a vida de oração e ficaram malucos, falando coisas que ninguém entende’. Textos esses que eu pego hoje e entendo com muita facilidade. A teologia não esfria o crente, ela só apaga o falso fogo. No entanto, como muitos pentecostais acham que o falso avivamento é um renovo de fato, o abandonar de práticas infantis é visto como morte espiritual”, comentou.

 

GUIAME