Notícias do Mundo Gospel

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 07/12/2017

A trombeta de Jerusalém tocou!

Trump – que em tradução livre significa também “trombeta” – Reconheceu Jerusalém como capital oficial de Israel. Apesar de isso representar para Donald Trump apenas uma estratégia eleitoral para alcançar o público evangélico e cumprir uma promessa de campanha, essa ação pode ter desdobramentos proféticos incríveis!

 

Claro que isso está gerando um mal estar enorme na Europa e Oriente Médio, e coloca Jerusalém no centro das discussões diplomáticas, envolvendo até a Santa Sé! Mais uma mexida no tabulerio das profecias e no tempo que estamos vivendo!

 

Jerusalém é mencionada mais de 800 vezes no texto bíblico e é a capital central do mundo no contexto profético. Era a Capital de Davi, o Lugar da Morte e Ressurreição de Jesus e claro, a cidade do Milênio, do governo mundial do retorno de Cristo. Seu significado é “Cidade da Paz” ou “Cidade de Salém” (possessão de paz ou fundamento de paz). De acordo com Zacarias o retorno de Cristo acontecerá no Monte das Oliveiras. E sabemos pela Palavra que o destino do mundo está diretamente relacionado com Israel e Jerusalém.

 

Sei que existem divergencias de vários teólogos entre o Israel Bíblico e o Secular Israel de hoje. Mas Donald Trump teve umas de suas filhas convertidas ao Judaísmo, é querido por um Rabino dos judeus ultra-ortodoxos, chamado Matityahis Glazerson, que o considera como uma espécie de “machiach” menor, uma espécie de Ciro, e é 45º presidente americano e sobre ele respousa desde sua campanha a profecia de Isaias 45 que diz:

 

“Assim diz o SENHOR ao seu ungido, a Ciro, a quem tomo pela mão direita, para abater as nações diante de sua face, e descingir os lombos dos reis, para abrir diante dele as portas, e as portas não se fecharão. Eu irei adiante de ti, e endireitarei os caminhos tortuosos; quebrarei as portas de bronze, e despedaçarei os ferrolhos de ferro. Dar-te-ei os tesouros escondidos, e as riquezas encobertas, para que saibas que eu sou o Senhor, o Deus de Israel, que te chama pelo teu nome. Por amor de meu servo Jacó, e de Israel, meu eleito, eu te chamei pelo teu nome, pus o teu sobrenome, ainda que não me conhecesses. Eu sou o Senhor, e não há outro; fora de mim não há Deus; eu te cingirei, ainda que tu não me conheças; Para que se saiba desde o nascente do sol, e desde o poente, que fora de mim não há outro; eu sou o Senhor, e não há outro”. (Isaías 45:1-6)

 

Em que outro momento da história vimos a maior nação do mundo mover sua embaixada? Sem dizer que 2018 é um ano cheio de fechamentos de datas proféticas. Celebração de 70 anos da criação do Estado de Israel, 50º aniverário da Guerra dos Seis Dias, enfim….um número enorme de convergências bíblicas de fatos histórias. Sim a Trombeta está tocando! Maranata Jesus!

 
GUIAME