Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 03/07/2018

Aberto binário nas ruas Santo Antônio e Frei Aureliano

Está aberto o binário nas ruas Santo Antônio e Frei Aureliano de Grotamares, transformando as vias paralelas em mão única – uma para cada sentido. A medida foi adotada pela Prefeitura, através da Superintendência Municipal de Trânsito, para desafogar as principais avenidas, e favorece a interligação do centro à região sul da cidade.

 

O binário cruza ruas de alguns bairros – entre o Ponto Central e o Jardim Acácia. A avenida Santo Antônio passou a funcionar em sentido único a partir do Ponto Central. Trajeto que corta a avenida Presidente Dutra, segue na rua DR. João Mangabeira até desembocar na Senador Quintino, passando pelos cruzamentos das avenidas João Durval Carneiro e Maria Quitéria. Já a rua Frei Aurelino é sentido inverso: bairros – Centro.

 

Com a intervenção é esperado que o trânsito flua mais rápido, sem riscos de acidentes e congestionamentos, que eram frequentes, sobretudo, em horários de pico. “São aproximadamente 8 quilômetros de via contempladas pelo binário”, afirma o superintendente de Trânsito, Maurício Carvalho.

 

Foram fechados cinco retornos, sendo dois na Getúlio Vargas (em frente a Drogasil e a Kairós Delicatessen) e três na avenida Maria Quitéria – a altura da Cabana do João. Ainda conforme o superintende de Trânsito foram instaladas 117 placas de sinalização vertical e mais 2.395 metros quadrados de sinalização horizontal. Três novos semáforos foram instalados e aqueles que funcionavam em três tempos passarão a funcionar em dois. Também foi necessário pavimentar 10 mil metros quadrados de via.

 

Desde o início da manhã prepostos da SMT estão espalhados ao longo do binário orientando os condutores. O taxista Inaldo Roque Azevedo (foto) aprovou a mudança no trânsito. Contudo, observou que os semáforos devem estar sincronizados. “Para o trânsito fluir melhor é importante que as sinaleiras estejam sincronizadas”, avaliou.

 

Moradora da rua Santo Antônio há 40 anos, no bairro Irmã Dulce, dona Celina Macedo (foto) elogiou as intervenções que foram feitas, que resultaram também na pavimentação asfáltica em um trecho em frente a sua residência. “Fui das primeiras moradoras. Acompanhei o crescimento do bairro e hoje, mais uma vez, fico feliz ao acompanhar essa mudança”.

 

Secom