Coluna Especial

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 07/08/2014

Adiar relação sexual faz bem para o relacionamento, diz pesquisa

4788383664_c375176118_z Fazer sexo durante o período inicial de um relacionamento pode ser prejudicial para o namoro. A afirmação, ao contrário do que pode parecer, não foi feita por um líder religioso, mas sim por uma pesquisa de uma conceituada universidade americana

.

Pesquisadores da Brigham Young University, em Utah (Estados Unidos), divulgaram o resultado dessa pesquisa na LiveScience dizendo que quanto mais cedo o casal tiver relações sexuais, pior se torna a relação a longo prazo.

 

A explicação é que a intimidade sexual afasta a comunicação, o compromisso e a habilidade de lidar com as adversidades que o casal pode encontrar mais pra frente.
“O que parece acontecer é que se os casais começam a transar cedo demais — aspecto bastante recompensante da relação — embora isso prejudique a tomada de decisões, mantendo casais num relacionamento que pode não ser o melhor para eles no longo prazo”, disse Dean Busby, responsável pelo estudo.

 

Para chegar nesta conclusão os pesquisadores ouviram 2.035 indivíduos heterossexuais com idade média de 36 anos. Eles tiveram que responder questões sobre quando transaram pela primeira vez com o parceiro atual e outras questões relacionadas à comunicação, satisfação e empatia.

 

Com isso foi possível perceber que quem demorava mais para transar se sentia melhor com o relacionamento, enquanto os “apressadinhos” apresentaram os piores resultados. Quem só teve relação sexual depois do casamento tinha 22% a mais de estabilidade na relação e 15% a mais de satisfação sexual.

 

Busby afirmou que 40% entrevistados tiveram relações sexuais no primeiro ou segundo encontro e isso prejudicou a forma como eles encararam o futuro da relação. “Eles permitem que o arrebatamento sexual comprometa a capacidade de decidir se querem ou não um relacionamento”, disse o pesquisador.

 

Com informações Yahoo.