Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 11/11/2014

Aécio Neves afirma que até “o diabo se envergonharia” da campanha eleitoral feita pelo PT

Aécio-neves Na última quarta-feira (05), o senador Aécio Neves, ex-candidato à Presidência da República pelo PSDB, comentou sobre a corrida eleitoral desse ano. Durante reunião da Executiva Nacional do PSDB ele afirmou que o “diabo se envergonharia de muitas coisas que foram feitas durante a eleição deste ano”, referindo-se à forma que o PT conduziu sua campanha.

 

A afirmação de Aécio Neves foi uma resposta direta a uma declaração feita pela presidente reeleita Dilma Rousseff no ano passado, quando ela afirmou que se pode “fazer o diabo na hora da eleição”.

 

– Essa campanha levará duas marcas muito claras. Uma delas protagonizada pelos nossos adversários, a campanha da infâmia, da mentira, da utilização absolutamente sem limites da máquina publica em benefício de um projeto de poder. Pelo menos cumpriram a palavra. Disseram que iam fazer o diabo. O diabo se envergonharia de muitas coisas que foram feitas durante essa eleição – afirmou o senador, segundo o G1, arrancando aplausos efusivos dos presentes no evento.

 

Aécio Neves disse ainda que governo está “envergonhado pelas armas que usou para vencer a eleição presidencial deste ano”, e ainda ironizou a presidente reeleita afirmando que, apesar de ter perdido a eleição, ele coloca a “cabeça no travesseiro” e dorme “tranquilo”.

 

Ele fez ainda criticas à política econômica do governo petista, sobretudo pela alta de 0,25% da taxa Selic promovida na semana passada pelo Banco Central.

 

– Eles nos acusaram de ser sermos os patrocinadores do capital financeiro. Diziam que votar no Aécio significava aumento de juros, estímulo ao capital especulativo. O que aconteceu? Taxas de juros aumentaram para combater inflação que, para eles, não existia – ressaltou o parlamentar.

 

Outro destaque do discurso de Aécio Neves foi a proposta de um pacto para construir no país uma “oposição revigorada”. Ele afirmou que irá criar um grupo com técnicos que analisarão as ações do governo em dez áreas, a fim de “municiar” e “qualificar” a atuação de parlamentares oposicionistas.

 

– Nós estamos, a partir de hoje, selando um pacto de construção de uma oposição revigorada, e por mais paradoxal que possa parecer, de uma oposição vitoriosa, porque disputamos essa eleição falando a verdade – afirmou Aécio, que é também o presidente nacional do PSDB.