Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 28/02/2015

Ambulantes esclarecem dúvidas sobre Shopping Popular

2722015121651Os camelôs e demais vendedores ambulantes que serão contemplados com espaços no Shopping Popular, empreendimento de parceria público-privada, esclareceram dúvidas sobre o projeto, em assembleia realizada na noite de quinta-feira, 26, no auditório do edifício Euterpe Feirense. Todas as questões levantadas foram esclarecidas pelo empresário Elias Tergilene, ex-camelô e proprietário da Rede UAI, que administra shoppings populares em várias cidades do Brasil.

 
Uma das dúvidas mais frequentes foi em relação à taxa mensal que será paga pelos permissionários. Elias explicou que o valor varia conforme a área ocupada. “A senhora que fez a pergunta informou que ocupa atualmente uma área de 1,5 metro quadrado, e tem custo mensal de R$ 106, com vigilante e energia elétrica. No Shopping Popular ela pagará uma taxa de R$ 120,00 por mês, dispondo de segurança 24 horas e toda a infra-estrutura e garantia de conforto para ela e seus clientes”, pontuou.

 

Outro ponto levantado foi quanto a eventuais prejuízos para os comerciantes que ocuparem os últimos pavimentos. O empresário esclareceu que o Shopping Popular será dotado de “operações âncoras”, estratégia com o objetivo de garantir público em todos os setores do empreendimento. “Se o comerciante tem o seu ponto no final do terceiro pavimento, mas é em frente a uma agência da Caixa Econômica Federal, por exemplo, é um ponto tão bom quanto quem está no térreo”, exemplificou Elias.

 

Na oportunidade ele destacou ainda alguns benefícios que os permissionários terão, como: máquina de cartão de crédito sem custo mensal e com taxa de adiantamento menor que o valor de marcado, seguro contra incêndio, acesso a linhas de micro-crédito, publicidade, dentre outros. “A gente se preocupa em dar conforto ao cliente. Todas as experiências no Brasil afora mostram que o camelô que sai da rua, não quer mais voltar”, completou o empresário.

 

O prefeito José Ronaldo de Carvalho informou que o projeto já está totalmente concluído e convocou uma nova reunião, na próxima quinta-feira, 5 de março, no mesmo local e horário, para esclarecer as demais dúvidas dos ambulantes. “Camelô é inteligente, sabe vencer na vida, e sabe enxergar as boas oportunidades”, salientou.

 

Também estiveram presentes os secretários municipais: Antônio Carlos Borges Júnior (Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico), Paulo Aquino (Governo), Roberto Tourinho (Meio Ambiente) e Valdomiro Silva (Comunicação Social).