Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 21/09/2017

Arrebatamento ocorrerá dia 23 de setembro, defende estudioso

São dezenas de vídeos postados no Youtube e textos longos anunciando que haverá um “sinal no céu” dia 23 de setembro. Usando astronomia e passagens bíblicas, há quem defenda o início do fim do mundo nesta data.

 

Enquanto as teorias se multiplicam, os sinais apontados como uma comprovação de um grande acontecimento são os furacões e terremotos que vem se multiplicando nas últimas semanas.

 

David Meade, 33 anos, que diz ser um estudioso da Bíblia, escreveu o livro “Planet X – The 2017 Arrival”, onde defende que o mundo testemunhará o arrebatamento no próximo sábado. Há cerca de dez anos ele vem viajando por diversos países do mundo anunciando sua teoria.

 

Contudo, seu argumento mais forte, baseado em cálculos a partir de acontecimentos bíblicos se confunde com as teorias sobre um planeta chamado Nibiru, que ele chama de Planeta X. Muitos acreditam que essa seria a estrela que deve colidir com a Terra, conforme Apocalipse 8. Porém, a Nasa sempre negou que o planeta citado por Meade exista.

 

Meade afirma que o grande eclipse americano, ocorrido no dia 21 de agosto, indicava a rápida aproximação do Planeta X à Terra. “É um grande, enorme prenúncio”, disse ele ao Huff Post.

 

Para sustentar seu argumento, ele cita Isaías 13:9-10: lembrando que este é um tempo de arrependimento. “Vejam! O dia do Senhor está perto, dia cruel, de ira e grande furor, para devastar a terra e destruir os seus pecadores. As estrelas do céu e as suas constelações não mostrarão a sua luz. O sol nascente escurecerá, e a lua não fará brilhar a sua luz”.

 

Além disso, Meade explica que sua teoria tem como base “uma série de coincidências com o número 33, que para ele é profético”. “A lua vai ficar preta. Isso ocorre a cada 33 meses. Na Bíblia, o nome de Elohim aparece 33 vezes em Gênesis. O eclipse começou em Oregon, o 33º Estado”, assegurou, sem explicar de que maneiras os acontecimentos nos EUA estão ligados com as profecias bíblicas.

 

Falso mestre

 

O pastor Ed Stetzer foi um dos primeiros a questionar o discurso de Meade, dizendo que ele não representa os teólogos nem especialistas em profecias.

 

Em um longo artigo para a revista Christianity Today, ele lembra que numerologia não tem qualquer base bíblica e que os cristãos deveriam ficar alertas quando falsos mestres anunciam o final do mundo.

 

Por outro lado, chamou atenção para o fato de que até os órgãos de imprensa seculares estão falando sobre o “arrebatamento” o que deveria ser uma oportunidade para os cristãos pregarem mais sobre o que a Bíblia realmente diz sobre o assunto.

 

GOSPEL PRIME