Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 26/03/2015

Autora de Os Dez Mandamentos explica alterações na história bíblica: “É novela, não documentário”

vivian-de-oliveiraA autora da novela Os Dez Mandamentos, Vivian de Oliveira, explicou porque a história tem personagens e alguns ingredientes a mais do que o texto bíblico, e afirmou que tem o propósito de ser fiel à narrativa da Bíblia Sagrada.

 

A “novela bíblica” da TV Record demandou um alto investimento da emissora do bispo Edir Macedo, e tem a pretensão de repetir o desempenho das minisséries produzidas anteriormente, porém em escala muito maior.

 

A equipe de produção contratou dois historiadores e uma pesquisadora para auxiliar Vivian de Oliveira na montagem do texto e também aos responsáveis pela cenografia, para que a reprodução dos ambientes fossem fiéis ao Egito do período histórico retratado.

 

Em entrevista à Folha de S. Paulo, Vivian de Oliveira destacou que a novela será o mais fiel possível à Bíblia, mas observou que Os Dez Mandamentos se trata de um produtor de teledramaturgia, não um filme documentário.

 

“A novela é muito fiel à Bíblia. Claro, a gente teve o cuidado de ser fiel aos fatos históricos mas tivemos que mudar algumas coisas para dar sustentação à trama. Afinal de contas, é uma novela, não um documentário. A gente pode usar a licença poética e fazer algumas alterações em alguns casos senão não tem o suficiente para 150 capítulos, ou às vezes fica estranho na trama, aí a gente tem que mudar”, afirmou Vivian de Oliveira.

 

A autora relata que o oposto também acontece, quando os conselheiros alertam para a possibilidade de mudanças exageradas: “Em alguns momentos a gente cedeu porque se não ia desviar muito do que existia na época que aconteceu a história de Moisés, mas em outros, a gente falou pra nossa equipe [os historiadores e a pesquisadora] que não ia dar para seguir o que eles queriam porque não faria sentido”, explicou.

 

Por fim, Vivian de Oliveira diz ter ciência que, apesar do esforço, Os Dez Mandamentos não agradará a todos: “Acho que terão pessoas que dirão, ‘Ah, isso não aconteceu na história de Moisés, realmente’, mas isso sempre tem. Vai ter gente que vai adorar e pensar que ficou super fiel e vai ter gente que vai se ater aos detalhes e ver que colocamos e tiramos elementos da história verdadeira. É assim mesmo”.

 

Gospel +