Esportes

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 10/11/2016

Bahia é favorita ao ouro nos 1.500m livre dos Jogos Escolares

750_20161110183238207A Bahia estreia nesta sexta-feira, 11, nos Jogos Escolares da Juventude 2016, para estudantes com idades entre 15 e 17 anos.

 

O evento organizado pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), será disputado em João Pessoa, na Paraíba, até a segunda-feira para as modalidades individuais.

 

A partir da próxima terça, 15, e até o dia 19, será a vez dos esportes coletivos. Formada por 140 atletas, a delegação baiana tem dois destaques individuais na natação cotados ao pódio, ambos na prova de 1.500m livre.

 

Windson Pionório Filho, do Colégio Integral, e Izacc Júnior, do Marista, se classificaram na Seletiva Nacional com os dois melhores índices.

 

Aluno do Colégio Salesiano Dom Bosco, Windson, de 17 anos, cravou 16min8seg69, ficando em primeiro lugar. Já Izacc, 16, do Colégio Integral, estabeleceu 16min10seg90 e terminou com a segunda melhor marca da seletiva.

 

“No ano passado, os dois foram campeões brasileiros nos 1.500m, mas em categorias diferentes. Nos Jogos Escolares a categoria é unificada, de 15 a 17 anos”, comentou George Cunha Filho, técnico responsável pela natação, que é irmão por parte de pai da tricampeã mundial de maratonas aquáticas Ana Marcela Cunha.

 

Segundo George, a Bahia vai forte no revezamento 4x50M 4x100M livre e no 4×50 medley. “Na edição de 2014 o revezamento 4x100M livre foi ouro e na edição de 2015 prata”, relembrou o técnico.

 

No embarque para João Pessoa, feito na madrugada desta quinta, 10, Windson disse estar otimista em manter a Bahia no pódio.

 

“Dá para sentir o cheio de medalhas. Venho de bons resultados no treino e competições. Esses 1.500 metros venho trabalhando forte e acredito que dá para pegar medalha”, cravou o nadador.

 

Izacc aposta na possibilidade de conquista dupla nos 1.500m. ”Se o plano der certo, vamos vai ser dobradinha da Bahia”, prevê o nadador, que não preferiu não apontar quem será o mais rápido entre ele e Windson.

 

“Tem um nadador de São Paulo que deve ser respeitado, mas acredito que o meu adversário mais forte seja o Windson”, ponderou.

 

Já o próprio Windson elegeu a si mesmo como maior rival. “Serei eu e o tempo. Minha autocobrança em querer baixar meu próprio tempo será o meu maior rival”, disse.

 

Etapa anterior

 

O histórico da Bahia é favorável. Em novembro do ano passado, na tapa nacional realizada em Londrina (PR), a seleção baiana conquistou 7 medalhas.

 

Nos jogos individuais, garantiu uma medalha de ouro nos 50 m livre da natação, e uma prata nos 50m borboleta.

 

Além disso conquistou dois bronzes nos revezamentos 4 x 50 m e 4×100 m livre.

 

E ainda levou a prata no judô e bronze no atletismo, sendo também campeão no futsal feminino.

 

Este ano, já foram realizada as etapas individuais e coletivas dos Jogos para estudantes de 12 a 14 anos.

 

As competições foram disputadas em setembro, também em João Pessoa. A Bahia conquistou onze medalhas, sendo um de ouro, 2 de pratas e 8 de bronze.

 

Atarde.uol.com.br