Esportes

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 16/10/2017

Bahia joga bem, vence o líder na Fonte Nova e sobe na tabela

Dois jogos, quatro pontos e uma mudança considerável de postura. As atuações pobres antes da chegada de Paulo Cézar Carpegiani já não existem mais. Com um futebol convincente, o Bahia não tomou conhecimento do líder do campeonato e, com gols de Vinicius e Régis, venceu o Corinthians por 2×0 e subiu para a décima posição na tabela.

 

A ausência de Mendoza, que por conta de uma cláusula contratual não pode atuar contra o Corinthians, fez com que Paulo Cézar Carpegiani alterasse o sistema tático da equipe. O treinador tricolor contava com os retornos de Tiago e Edson e optou por colocar Rodrigão como titular.

 

Com isso, a equipe voltou a atuar no 4-2-3-1, esquema mais utilizado em toda a temporada. A postura, no entanto, foi a mesma do segundo tempo do jogo contra o Palmeiras. A fim de mostrar quem manda, o Bahia controlou as ações no primeiro tempo, colocando o adversário em seu campo de defesa, tentando envolvê-lo.

 

Aos 13 minutos, Edigar Junio fez boa jogada individual e cruzou rasteiro. Por pouco, Pedro Henrique, ao tentar cortar, não marca contra. O líder do campeonato, apesar do domínio tricolor, levava perigo nos contra-ataques e explorava os lados do campo com Fagner e Guilherme Arana. Em um lance, o lateral-direito tabelou com Romero e tentou o cruzamento para Jô, mas a zaga afastou.

 

Aos 18 minutos, o Bahia chegou ao gol, que seria anulado corretamente. Rodrigão tocou para Zé Rafael, dentro da área, chutar de pé esquerdo, só que o meia estava em posição de impedimento. A tônica do jogo foi a mesma durante toda a etapa inicial. O Bahia controlava as ações, e o Corinthians continuava assustando.

 

Em outra boa tabela entre Zé Rafael e Rodrigão, o camisa 18 chutou de chapa para a bela defesa de Cássio. O time paulista respondeu em cruzamento de Fágner para a cabeçada de manual do centroavante Jô, para o chão. A bola quicou e já havia passado por Jean, que ainda assim, mostrou muito reflexo para tocar com a mão direita e mandar para escanteio.

 

Segundo tempo

 

As duas equipes voltaram do intervalo sem modificações, mas o Bahia já não conseguia manter a intensidade do primeiro tempo. Aos cinco minutos, Vinícius teve até uma boa chance. Após Rodrigão brigar pela bola com os dois zagueiros, ele pegou a sobra e chutou na rede pelo lado de fora. O tricolor tinha dificuldades de criar e a torcida já ensaiava vaias a Rodrigão, que após um passe errado, foi substituído por Régis e saiu fazendo o sinal de negativo com a cabeça.

 

O jogo esfriou até os 21 minutos, quando Jean teve que trabalhar novamente. Marquinhos Gabriel foi na linha de fundo e cruzou para trás, a zaga afastou e Maycon pegou a sobra, no entanto, o paredão tricolor fez outra boa defesa.

 

Aos 26, o que a torcida tanto esperou, aconteceu. Num lance despretensioso, Fagner tentava sair com a bola dentro da área, mas Edigar foi mais rápido e, com um toque, serviu Vinícius. O meia chutou forte para fazer o gol e a Fonte Nova explodir.

 

Aos 48, na última chance do Corinthians, até o goleiro Cássio foi para área. No entanto, quem se aproveitou do lance foi o Bahia. A zaga tricolor afastou na primeira e depois Camacho errou o passe e Allione roubou. O lateral lançou Régis que partiu livre, sem goleiro, para levar a bola até o gol esacramentar o triunfo tricolor.

 

O próximo jogo será quinta-feira (19), às 20h, diante do Flamengo. Depois, no domingo, clássico contra o rival Vitória.

 

As informações são do Correio.