Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 06/03/2018

Bíblia é homenageada por parlamentares, em celebração aos 70 anos da SBB

A Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) foi homenageada pelos seus 70 anos nesta terça-feira (6), em uma sessão solene na Câmara dos Deputados, em Brasília. A cerimônia foi iniciativa do deputado federal Roberto de Lucena e contou com líderes políticos e religiosos.

 

Em discurso no plenário, Lucena falou sobre a relevância do trabalho da SBB desde sua fundação. “Os números que envolvem a SBB com a tradução, publicação e distribuição da Bíblia são absolutamente impressionantes. São números que a tornam líder entre as Sociedades Bíblicas de todo o mundo”, disse ele, destacando também seu trabalho social realizado junto às populações ribeirinhas do Pará, Amazonas e outras comunidades.

 

Lucena também se referiu sobre a importância da Bíblia Sagrada para a sociedade. “A Bíblia é o livro mais lido, vendido e traduzido do mundo inteiro. Não é o livro de uma religião, a Bíblia é o livro de Deus. Ela não contém a Palavra de Deus, a Bíblia é a Palavra de Deus”, afirmou o parlamentar, que também é pastor na igreja O Brasil Para Cristo.

 

O deputado ainda destacou a celebração dos 500 anos da Reforma Protestante, em 2017, e fez memória ao evangelista Billy Graham, classificado como um homem que “honrou a Bíblia durante toda a sua vida”. Lucena também aproveitou para fazer um pedido de oração pelo povo da Síria.

 

Brasil e Israel

 

O embaixador de Israel no Brasil, Yossi Shelley, também esteve presente na sessão solene e lembrou que, coincidentemente, 2018 também marca a celebração dos 70 anos do Estado de Israel.

 

Shelley aproveitou a celebração do Ano da Bíblia, comemorado no Brasil a cada dez anos, para destacar a importância das Escrituras Sagradas. “Por isso, a Bíblia não é só um livro que todos leem. Cada pergunta e cada resposta está escrita na Bíblia. Tudo está escrito”, disse ele.

 

Autor da propositura, Lucena ressaltou a presença do embaixador Yossi como representante da nação judaica. “Israel é o povo através de quem nos foi dada a Bíblia Sagrada. É por isso que tudo o que envolve Israel nos é tão familiar. Israel está em nossa alma e nossos corações. É a segunda pátria de todos os cristãos do Brasil”, afirmou.

 

“Jesus, o centro da nossa pregação, era israelita e judeu — aliás, um extraordinário judeu. Nós amamos Israel, oramos por Israel e abençoamos Israel e a sua capital, Jerusalém, a cidade do grande Deus”, acrescentou o parlamentar.

 

Representando a SBB, o reverendo Erní Seibert, que é secretário de Comunicação, Ação Social e Arrecadação da organização, também falou sobre a relevância da Bíblia no mundo. “As Nações Unidas, através da Unesco, declararam a Bíblia como o patrimônio da humanidade. É o livro mais influente na história dos seres humanos. É reconhecidamente um dos principais instrumentos de transformação social”, declarou.

 

Seibert também afirmou que, por meio do trabalho da SBB, é possível dizer que se cumpre uma palavra dita por Jesus, registrada em João 11:5: “Os cegos vêem, os coxos andam, os leprosos são Curados, os surdos ouvem, os mortos são ressuscitados e os pobres recebem o Evangelho”.

 

Também realizaram pronunciamentos na sessão solene os deputados Rômulo Gouveia (PSD/PB), Arolde de Oliveira (PSC/RJ), Izalci Lucas (PSDB/DF), Hildo Rocha (PMDB/MA)

 

 

Ronaldo Martins (PRB/CE) e Regina Lacerda, do Conselho do Trabalho do Distrito Federal.

 

 

GUIAME