Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 24/03/2015

Blitz da Saúde contra a tuberculose

2332015121302Doença infecciosa e transmissível que afeta os pulmões, a tuberculose acomete a cada ano na Bahia aproximadamente seis mil pessoas. Em Feira de Santana, em 2014, foram notificados 184 casos da doença. A partir desta segunda-feira, 23, até sexta-feira, 27, o Programa Municipal de Controle da Tuberculose realiza a busca ativa de pacientes que podem estar com a doença.

 
A iniciativa é em alusão ao Dia Mundial de Luta Contra a Tuberculose – 24 de março. Neste dia, equipes do Programa Municipal de Controle da Tuberculose estarão realizando a Blitz da Saúde, em frente ao Centro de Saúde Especializado (CSE) Dr. Leone Coelho Leda, na rua Germiniano Costa, das 8h30 às 12h.

 

Vão ser distribuídos panfletos e transmitidas algumas orientações sobre a doença aos transeuntes. Enquanto isso, outro grupo vai estar no CSE ministrando palestras. Nas unidades de saúde também haverá ações educativas.

 

“Qualquer pessoa que tenha tosse por mais de três semanas seguidas deve ser submetida ao exame de escarro, também conhecido como baciloscopia. A partir da confirmação fazemos o acompanhamento”, explica Gilca Lessa, enfermeira referência. O resultado desse exame, que é gratuito, é obtido em no máximo duas horas. O diagnóstico também pode ser feito através de exame radiológico e avaliação clínica.

 

A tuberculose é causada pelo bacilo de Koch, responsável por causar infecção no pulmão. Ela é transmitida pela tosse, espirro e gotículas de saliva. Acomete de crianças a adultos, independente da classe social.

 

Segunda Gilca Lessa, a tuberculose é uma doença que tem cura, desde que o paciente siga corretamente o tratamento – dura em torno de seis meses e não deve ser interrompido, mesmo com o desaparecimento dos sintomas, que são tosse por mais de três semanas, emagrecimento ou falta de apetite, febre, dor torácica, fraqueza e calafrio. Geralmente após quinze dias de tratamento a pessoa já não transmite mais a doença.

 

CASOS NOTIFICADOS

 

Dos 184 notificados no município em 2014, os bairros que apresentaram maior número de pessoas com a doença foram Santo Antonio dos Prazeres, com nove notificações, seguindo do Aviário, Caseb, Campo Limpo e Brasília, com oito casos cada; Tomba sete notificações; Mangabeira, George Américo e distrito de Humildes, com seis notificações, e Rua Nova com cinco.

 

Na faixa etária de 35 a 49 anos está concentrada 61 (35,2%) casos, seguido de 20 a 34 anos com 45 (26%), de 50 a 64 anos 43 (24,8%) casos, de 65 a79 anos com 16 (9,2%) casos, de 15 a 19 anos houve 06 (3,4%) casos, de 10 a 14 anos 01 (0,57%) e 80 e mais 01 (0,57%) caso.

 

As formas de prevenção da tuberculose em crianças com até cinco anos é através da vacina BCG – evita as formas graves (tuberculose miliar e meningite tuberculosa) – em adultos é por meio do diagnóstico precoce e o tratamento adequado, no sentido de quebrar a cadeia de transmissão da doença – para cada paciente com tuberculose, 15 pessoas podem ser contaminadas num período de um ano.