Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 03/06/2016

Bolsa Família: Beneficiários devem procurar uma unidade de saúde

2

Quase metade das 49 mil famílias feirenses contempladas com o Bolsa Família podem ter o benefício suspenso por não se submeterem ao acompanhamento médico, que é uma das exigências do programa. Cerca de 20 mil famílias não foram às unidades de saúde. O alerta é da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, que coordena o Bolsa Família no município.

 

A medida é uma forma de o governo acompanhar a saúde das gestantes, através da realização do pré-natal, e das crianças menores de sete anos fazendo o acompanhamento da caderneta de vacinação e do estado nutricional, através da altura e do peso. Essa avaliação deve ser feita duas vezes ao ano.

 

“Para garantir o recebimento mensal do benefício, as famílias devem procurar uma unidade de saúde mais próxima da sua residência”, orienta o secretário municipal de Desenvolvimento Social, Ildes Ferreira. A Secretaria de Educação também é responsável em observar a frequência escolar.

 

SERVIÇO MÓVEL

 

Para verificar a situação cadastral dos beneficiários e facilitar o acesso ao atendimento, o Município implantou o serviço móvel. Um micro-ônibus adaptado com computadores, onde as pessoas podem solicitar o recadastramento, fazer novo cadastramento ou agendamento. Feira é um dos poucos municípios do país que conta com um serviço móvel.

 

O serviço móvel contemplou um ano de implantado e já foi levado para os seguintes bairros: São João do Cazumbá, situado vizinho ao Centro Industrial do Subaé (CIS), Lagoa do Subaé, Alto do Papagaio, Irmã Dulce, Campo do Gado, Campo Limpo, Baraúnas, Asa Branca, Parque Getúlio Vargas, Limoeiro, Terra Dura, além dos distritos de Jaíba, Bonfim de Feira, Governador João Durval Carneiro, Tiquaruçu e Jaguara.

 

Secom