Notícias do Mundo Gospel

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 21/07/2014

Câmara de Nova Odessa aprova leitura obrigatória da Bíblia nas escolas

IMG898 A Câmara municipal de Nova Odessa, interior de São Paulo, aprovou um projeto de lei que obriga a leitura da Bíblia nas escolas municipais.

 

A lei é de autoria do vereador Vladimir Antônio da Fonseca (SDD) que é evangélico. Na visão do parlamentar o projeto “não se contrapõe à ideia de Estado laico” e nem “desafia os valores consagrados na
Constituição”.

 

“A intenção foi a melhor possível”, disse Fonseca. Mas a proposta de tornar obrigatória a leitura da Bíblia nas escolas tem gerado debate entre a população da cidade e entre especialista.
bbbbbPara a professora da Faculdade de Direito da USP, Odete Medauar, o projeto é inconstitucional. “A escola pública é laica e não pode ter influência de religiões”, disse ela ao jornal Folha de São Paulo.

 

O administrador Mauro Facioli, 57, também é contra. “A religião não deveria entrar no currículo escolar”, disse ele ao jornal. Já o motorista Luiz Vidal, 63 anos, é a favor. “O povo só quer saber de coisa errada.
Quem sabe estudando a Bíblia não melhora”.

 

Depois de ser aprovado pela Câmara o projeto passará pelo prefeito de Nova Odessa, Benjamim Bill Vieira de Souza (PSDB) que não vê a proposta como algo ruim, mas é contra a obrigatoriedade.

 

“O projeto não é ruim. É bom. A Bíblia é um dos livros mais lidos do mundo. Só a parte da obrigatoriedade é que acaba criando um transtorno”, disse ele. Souza deve pedir um parecer da Secretaria de Educação e também do setor jurídico para decidir se irá sancionar ou vetar a proposta. A ideia do tucano é melhorar o projeto antes torná-lo lei.