Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 06/12/2014

Cantora pop Madonna afirma que usou drogas por necessidade de se “conectar com Deus”

Director Madonna arrives for the gala screening of her film W.E. during the BFI London Film Festival at Leicester Square in LondonA cantora pop Madonna afirmou recentemente que buscou Deus através das drogas, mas recuou por medo da morte.

 

Conhecida como Rainha do Pop, Madonna coleciona polêmicas em sua carreira, e muitas vezes foi acusada de profanar a religião.

 

Numa entrevista à revista Interview, Madonna, 56 anos de idade, afirmou que o uso de drogas é motivado pela necessidade de encontrar Deus.

 

“As pessoas usam drogas para se conectarem a Deus, ou chegarem a um nível mais potencializado de consciência”, afirmou a cantora.

 

De seu ponto de vista, Madonna acredita que o uso de entorpecentes é feito por pessoas que necessitam de experiências sobrenaturais: “É uma questão de se ligar à Matrix. Algumas drogas dão esse tipo de experiência. Mas o uso induz a um tipo de curto-circuito. Esse é o problema, as drogas dão uma ilusão de aproximação com Deus, só que podem te matar”, disse, antes de frisar que hoje em dia não usa mais nenhuma droga.

 

A iniciativa de parar de usar entorpecentes surgiu de seu medo da morte: “Experimentei de tudo pelo menos uma vez, mas quando o efeito batia, eu tomava muita água para tirar a droga do meu organismo. Ficava louca para tirá-la de mim. Entrava em uma espécie de bad trip. Fiquei obcecada com a ideia de que nunca sabemos quando podemos morrer”, afirmou a cantora, empregando o termo que dependentes químicos usam quando querem descrever experiências desagradáveis durante o uso de drogas.

 

As declarações de Madonna sobre o uso de drogas foi feita enquanto ela comentava a música “Devil’s Pray” (“Preces do diabo”, em tradução livre), que fará parte de seu próximo álbum e fala sobre o consumo de substâncias ilícitas e seus efeitos.