Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 23/03/2015

CCZ castra 150 animais

2132015234059 O Centro Municipal de Controle de Zoonoses (CCZ) realizou a castração de cerca de 150 animais, dentre cães e gatos, neste sábado, 21, e domingo, 22. A ação vem sendo desenvolvida através de parceria com a Associação de Proteção de Animais (APA), entidade sem fins lucrativos e que recolhe animais abandonados em vias públicas.

 

A coordenadora do CCZ, Mirza Santana Cordeiro, explica que a ação vem sendo desenvolvida mensalmente, sempre nos fins de semana, atendendo em cada etapa cerca de 150 animais. “Nesta fase estamos atendendo animais recolhidos das ruas por voluntários da APA e também pelo CCZ”, revelou.

 

A partir do próximo mês, o CCZ também vai realizar o cadastramento de pessoas de baixo poder aquisitivo interessadas em trazer animais para castração. O cadastro será realizado por técnicos do Centro de Controle de Zoonoses durante campanha de vacinação contra raiva animal, nas unidades de saúde.

 

Mirza explica que a esterilização é feita mediante a retirada dos testículos do animal do sexo masculino ou dos ovários e útero das fêmeas. “São intervenções cirúrgicas que duram entre 15 a 20 minutos e a recuperação do animal se dá de 4 a 5 dias”, informou.

 

Voluntária da APA, Ellen Kalline é estudante de pós-graduação do curso de Biologia e sempre participa de campanhas em defesa dos animais. Ela conduziu um cachorro de rua para castração e informou que com a adoção da medida, além de promover o controle populacional de animais de rua, a iniciativa também torna os animais mais dóceis, já que “eles deixam de disputar território”, frisou.

 

Fundadora da APA, Marta Cristina Assunção, residente no bairro São João, cria 21 cachorros e está trazendo os animais para castração do Centro de Zoonoses. “É uma iniciativa importante para saúde dos animais”, afirmou.

 

A mesma percepção da necessidade de castração de animais é da filha de Marta, Isabela Assunção, residente no bairro Caraíbas e que atua na área de administração hospitalar. “Sem a adoção de medidas de controle, a população de animais de rua somente aumenta a cada dia. Em minha casa eu já crio dois cachorros e ainda alimento mais cinco cães abandonados nas ruas, dando também vacinas e outros medicamentos. Hoje estou trazendo para castração, uma intervenção necessária para garantir qualidade de vida para eles”.