Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 21/07/2014

Chamado de “menino tartaruga”, criança sofre de mutação rara

61959-2Didier Montalvo, de 8 anos, conhecido como o “menino tartaruga”, superou um verdadeiro drama. Ele desenvolveu uma espécie de casco em suas costas, proveniente de uma mancha de nascença, e conseguiu retirá-lo há dois anos. O pequeno, que passou por algumas dificuldades depois da cirurgia, viajou este mês, saindo da sua cidade natal, na Colômbia, para o Reino Unido, onde pôde conhecer outras crianças afetadas pela mesma condição rara.

 

Três anos antes da realização da cirurgia, Didier, teve que ser submetido a várias mudanças na sua vida para fazer a remoção do tumor que pesava 20% do seu peso total. “Ele se sentiu muito mal antes da cirurgia, pois a condição o impedia de fazer um monte de atividades que ele gostava de fazer. Quando ouvia as pessoas chamando-o de ‘menino tartaruga’, sentia-se muito triste e me perguntava, ‘Por que eu tenho isso?’. Era uma pergunta muito difícil de responder”, disse a mãe do garoto ao site Daily Mail.61959-2 (1)

A doença foi diagnosticada como Nevo Melanocítico Congênito. Após o diagnóstico, o cirurgião plástico, Neil Bulstrode, operou a criança. Segundo o site, o maior medo do cirurgião era de que o tumor se tornasse maligno. “Didier foi o pior caso que já vi. Efetivamente, três quartos da circunferência de seu corpo foram afetados”, contou.

 

Hoje em dia, Didier pode ter uma vida normal e a operação foi considerada um sucesso.”Um dos principais focos para nós era tentar fazer com que Didier se sentisse melhor para poder se reintegrar na sociedade. Claro, também para aliviar o enorme peso que ele carregava, que era como se ele carregasse um saco de batatas eternamente”, contou o cirurgião.

 

Reportagem iBahia