Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 06/11/2017

Comunidade aprende a fazer sabão artesanal, em Santo Antonio dos Prazeres

Dezenas de pessoas assistidas pelo Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) do bairro Santo Antônio dos Prazeres (equipamento da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social – Sedeso) aprendem a produzir sabão a partir da reciclagem de óleo usado, contribuindo assim para a preservação do meio ambiente. A iniciativa faz parte de programa desenvolvido pela Prefeitura de Feira de Santana em parceria com a Embasa.

 

O objetivo é a inclusão social e produtiva em área de abrangência das obras de ampliação do sistema de abastecimento de água em Feira de Santana. O projeto é focado no desenvolvimento de atividades voltadas para a participação comunitária, controle social e educação ambiental. Envolveu cerca de 60 moradores dos bairros Santo Antônio dos Prazeres, Parque Lagoa do Subaé, Santa Mônica I e II, Parque Getúlio Vargas e Caseb.

 

A oficina de sabão artesanal foi realizada nos dias 18 de outubro e 1º de novembro, no CRAS Santo Antônio dos Prazeres. A reciclagem do óleo usado é fundamental para a preservação do meio ambiente.

 

O secretário da Sedeso, Ildes Ferreira, ressalta o compromisso do Governo Municipal em estar sempre atento à promoção de ações voltadas para o desenvolvimento de comunidades carentes e aberto a parcerias que resultem na geração de ganhos na qualidade de vida para quem mais necessita, inclusive através da geração de fontes de trabalho e renda.

 

A coordenadora do equipamento, Ivanete Rios, explica que a iniciativa envolveu as mulheres assistidas pelo CRAS, visando proporcionar alternativas de geração de fontes de trabalho e renda além de contribuir para a preservação do meio ambiente. “O objetivo da atividade foi sensibilizar os participantes sobre a importância da destinação correta do óleo de cozinha, visando a preservação ambiental, além da geração de renda com a fabricação do sabão”, frisou.

 

A atividade foi conduzida pela assistente social Roseane Santos, do Projeto Social, além da facilitadora Vera Lúcia Tosta. É um projeto realizado pela Embasa em parceria com a Prefeitura, através da Sedeso.

 

Foto: Sara Silva