Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 24/11/2017

Consumidor deve exigir, na nota, prazo e condições para troca de produto, em compra na Black Friday

Pesquisar e comparar preços com os praticados durante a semana passada é a melhor maneira de se proteger de possíveis ‘pegadinhas’ nos preços durante o Black Friday, orienta o Procon de Feira de Santana. Os consumidores, diz o Procon, não devem se deixar levar pela propaganda e estar cientes de que, mesmo em promoção, os seus direitos como consumidores estão garantidos, como a troca de produtos, em caso de defeito de fábrica, principalmente.

 

O ideal, explica Jorge Marques, diretor do órgão, é que o consumidor peça para que a loja escreva na nota fiscal – que não deve ser esquecida – o prazo e as condições para troca do produto.

 

Ele ainda diz que os consumidores não devem se deixar levar pela propaganda, antes deve fazer uma pesquisa, principalmente no tocante aos preços e qualidade dos que está comprando.

 

No caso de compra pela internet, transação cada vez mais popular, o consumidor tem até uma semana para desfazer o negócio e pedir a devolução do seu dinheiro.

 

O Black Friday é uma campanha de vendas no varejo e no e-commerce, uma sexta-feira onde as lojas, físicas e virtuais, anunciam grandes descontos.

 

Secom