Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 30/11/2016

Consumidor será mais tímido nas compras de Natal

02022O endividamento é apontado por 40% dos consumidores na sondagem nacional Hábitos de Consumo, da Boa Vista SCPC, como a principal causa para não irem às compras neste Natal e Fim de Ano. No ano anterior, este percentual atingiu 37%. O desemprego é o segundo motivo, passando de 21% em 2015 para 29% atuais, uma alta de 8 pontos percentuais. O fato de não comprarem presentes por ter de priorizar o pagamento das contas da casa, como mensalidade escolar, plano de saúde e outros, também aumentou de 11% para 17%.

 

Quando analisados os dados por regiões do país, a pesquisa aponta que 83% dos respondentes da região Sul não pretendem ir às compras porque estão endividados, ou seja, com grande comprometimento da renda. A segunda causa para os consumidores da região Sul é a redução da renda, com 17%. Nas regiões Sudeste e Norte o endividamento representa 43% e 40%, respectivamente, enquanto o desemprego é o principal motivo nas regiões Centro-Oeste e Nordeste, com 50% e 41% dos respondentes.

 

A pesquisa da Boa Vista SCPC também identificou na divisão por classes sociais os motivos que causam a contenção dos gastos entre o período de Natal e Fim de Ano. Para os respondentes das classes C e D/E o principal motivo é o endividamento, com 42% e 43% das menções, respectivamente. Já para os respondentes das classes A e B apontam o endividamento, o desemprego, a alta da inflação e a contenção de despesas como os principais fatores, cada um com 25%.

 

Se o fim de ano não parece tão animador para os consumidores, a chegada de 2017 melhora as expectativas no quesito financeiro. 90% dos consumidores estão otimistas, e esperam que a vida financeira esteja melhor em 2017. Quando observados os dados por regiões do país, 91% dos entrevistados na região Sudeste esperam que a vida financeira esteja melhor no próximo ano. O otimismo apresenta crescimento na classe C, que em 2015 registrava 87% e passa a ter 92% neste ano.

 

FOLHA DO ESTADO