Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 12/05/2017

Consumidores podem renegociar dívidas na internet até 31 de maio

Os consumidores que tem dívidas com bancos têm até o dia 31 de maio para fazer uma renegociação pelo site consumidor.gov.br. A ação é realizada pelo segundo ano consecutivo. Até o final do mês, ocorrerá uma força-tarefa com a participação das instituições financeiras, para que se chegue a uma resolução satisfatória para o cliente. O secretário Nacional do Consumidor, Arthur Rollo, conta o que deve ser feito para renegociar os débitos.

 

“Aquele que não é cadastrado, tem que fazer o cadastro. Este cadastro é só para identificação. Estes dados são sigilosos. Ele se cadastra no consumidor.gov.br, coloca a opção renegociar dívida, indica a instituição financeira com a qual ele quer renegociar, esta instituição financeira tem 10 dias para fazer uma proposta e o consumidor tem 20 dias para ver se esta proposta cabe ou não no seu bolso,” enfatizou o secretário Nacional do Consumidor.

 

A iniciativa faz parte da 4ª Semana Nacional de Educação Financeira, que tem como um dos objetivos, sensibilizar os consumidores sobre a importância da educação financeira na prevenção do superendividamento. Então, caso o cliente queira fazer cursos de educação financeira, ele tem que se inscrever até o dia 23 de maio no site defesadoconsumidor.gov.br/escolanacional/cursos. No total, são 5 mil vagas. Quem dá mais detalhes sobre os cursos é o secretário Nacional do Consumidor, Arthur Rollo.

 

“Tem o módulo 1 e o módulo 2. São módulos sequenciais. O módulo 1 é de educação financeira básica. O módulo 2 tem mais uma questão, mais de um componente psicológico, das compras por impulso, etc. Só pode fazer o módulo 2 quem for aprovado no modulo um. Estas inscrições são online e gratuitas. Aqueles aprovados recebem um certificado de curso de extensão da Universidade de Brasília, que é nossa parceira neste projeto de educação financeira online,” finalizou Rollo.

 

Estas renegociações de dívidas e os cursos de educação financeira estão disponíveis para consumidores de todo o Brasil.
Portal Cidade Gospel, com Reportagem de Cintia Moreira