Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 28/05/2018

Contra a Constituição, pastor Silas Malafaia sugere antecipar eleições como solução para crise

A periodicidade das eleições é definida pela Constituição Federal em uma cláusula pétrea, o que significa que não pode ser alterada. No entanto, para o pastor Silas Malafaia, a atual crise social, evidenciada pela greve dos caminhoneiros, só pode ser resolvida através da antecipação das eleições, o que é inconstitucional.

 

O líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) considera que o desgaste do atual governo vai impedir a consolidação de uma solução mais definitiva.”Não adianta paliativo”, afirmou.

 

Malafaia – que já havia se posicionado contra a greve dos caminhoneiros, afirmou que não tem “incompetente de estimação”, e que adota uma linha de liberdade de opinião: “Apoio quando tem que apoiar, e critico quando tem que criticar. Não sou incoerente”, disse, defendendo-se das críticas de quem reprovou sua postura contra os grevistas.

“Vocês querem a solução? Tem que haver uma força política, do povo, Judiciário e Legislativo: antecipe as eleições, dê posse antecipada ao novo presidente, para que ele tenha a força do povo para fazer mudanças. Se não, nós vamos ficar chovendo no molhado”, sugeriu Malafaia.

 

Na análise do pastor, a greve dos caminhoneiros está servindo para grupos políticos se promoverem: “Eu fico tão indignado com os aproveitadores do caos, como também os aproveitadores políticos, que nunca fizeram projeto nenhum, que nunca fizeram nada, e agora querem tirar casquinha. Eu fico doido com isso”, esbravejou.

 

“O problema do Brasil é conjuntural. Não é uma questão agora de um presidente. E não estou defendendo incompetência desse governo. Sou contra qualquer corrupto e incompetente. E se eu apoiar um e amanhã aparecer [denúncias contra ele], eu discordo. Essa é que é a verdade”, concluiu o pastor Silas Malafaia.

 
Gospel +