Notícias do Mundo Gospel

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 21/07/2017

Contra militância LGBT, líder cristão inicia movimento para reivindicar sentido original do arco-íris

O arco-íris é apresentado na Bíblia como uma aliança entre Deus e o homem, com o compromisso da parte do Todo-Poderoso em não mais destruir a Terra com água. E esse símbolo tem sido usurpado ao longo dos anos pela militância LGBT com representação de diversidade.

 

Agora, um conhecido líder cristão dos Estados Unidos iniciou um movimento para requerer de volta esse símbolo. Ken Ham, fundador da organização Answers in Genesis e criador de um parque temático sobre a Arca de Noé, vem incentivando os irmãos na fé a resgatarem esse sentido.

 

A iniciativa de Ken Ham será simbolizada pela iluminação colorida da réplica da Arca de Noé no parque The Ark Encounter,gerido por sua organização. Daqui para frente, o prédio que reproduz a embarcação será, permanentemente, iluminado com as cores do arco-íris.

 

“Nós agora teremos as novas luzes do arco-íris permanentemente iluminando o ‘Ark Encounter’ para que todos possam ver que o arco-íris é de Deus e Ele determina seu significado em Gênesis 6”, escreveu Ham na legenda de uma foto compartilhada no Facebook. “Deus nunca mais julgará a iniquidade do homem com uma inundação global”, acrescentou, sublinhando sua importância.

 

“A Arca está iluminada permanentemente à noite com um arco-íris para lembrar ao mundo que Deus é o dono dele e Ele decretou que é um sinal de Sua aliança com o homem após o dilúvio. Os cristãos precisam resgatar o arco-íris, assim como estamos fazendo no ‘Ark Encounter’”, afirmou. Desde o dia 18 de julho, a imagem já foi replicada por mais de 16 mil usuários da rede social.

 

O parque temático fundado por Ken Ham é um sucesso silencioso de público. Como ele ressalta a versão bíblica para a existência da vida na Terra, não conta com a simpatia da grande mídia, que praticamente ignora as milhares de pessoas que visitam as monumentais instalações mensalmente.

 

“É por isso que eu amo o arco-íris e rio sempre que vejo o movimento LGBT tentando usá-lo. Eu fico como ‘você percebe que este símbolo existe desde o início dos tempos e você realmente está compartilhando uma promessa de Deus?”, escreveu uma internauta. “Lindo! Tão bom ver o arco-íris sendo exposto em seu verdadeiro contexto!”, escreveu outro.

 

Alguns usuários, no entanto, não demonstraram muita empolgação com a ideia: “Eu acho que o símbolo já foi perdido. Poderia ter sido uma boa ideia décadas atrás, quando a homossexualidade começou a reivindicar o símbolo para o seu movimento, mas já é tarde demais. O cristianismo não tem o poder cultural de reivindicá-lo”, lamentou.

 

GOSPEL+