Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 21/06/2018

Copa do Mundo: Fernanda Gentil e Fátima Bernardes se queixam de lei russa que proíbe beijo gay

O programa Encontro com Fátima Bernardes repercutiu a lei russa que proíbe manifestações de afeto entre homossexuais em público por conta da Copa do Mundo. A apresentadora conversou com a jornalista Fernanda Gentil, que está em Moscou, e ganhou manchetes anos atrás por terminar o relacionamento com o pai de seu filho e iniciar um com a também jornalista Priscila Montandon.

 

O tom adotado na conversa sobre a lei russa foi de crítica, já que a atração matinal da Globo é conhecida como uma das principais difusoras do pensamento progressista no país: “Cerca de 60 mil brasileiros compraram ingressos para ir a Rússia. O governo brasileiro acabou lançando um guia consular do torcedor brasileiro com várias recomendações de comportamento, porque existem muitas diferenças culturais”, contextualizou Fátima.

 

Sem conter sua contrariedade, Fátima Bernardes se aprofundou no assunto: “Desde 1993 não é crime um relacionamento com pessoas do mesmo sexo, mas existe outra lei de 2003 que diz que você também não pode fazer propaganda disso, ou seja, no fundo é uma proibição a manifestações públicas de afeto, de carinho”, acrescentou.

Fernanda Gentil, então, se aprofundou sobre o impacto na rotina que a lei exerce: “Fátima, é mais ou menos assim: cada casa tem uma regra. Você não chega na casa da pessoa e vai se comportar de qualquer maneira. Você pergunta se tem que tirar o sapato para pisar na sala, se pode abrir a geladeira. Então aqui é a regra deles, sim”, afirmou, confirmando que a lei impõe limites a homossexuais.

 

Em seguida, a isenção adotada inicialmente foi trocada por uma crítica sutil: “Eu vou até ler a lei aqui, que não é muito clara”, disse a jornalista, revelando também que a multa para quem descumprir a lei sobre o beijo gay pode ir de R$ 200 a 4 mil. “O que eles julgam? Que menores de idade não podem ver pessoas do mesmo sexo fazendo carinho uma na outra”, acrescentou.

 

 

Gospel +