Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 23/06/2014

Cristã, esposa de Carlinhos Cachoeira nega que vá posar para a Playboy

andressa-mendonca-320x167 A conversão de Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, e de sua esposa Andressa Mendonça, que ficou conhecida como a “musa da CPI” chamou a atenção da imprensa brasileira no final de 2012.

 

No início de 2013 o casal voltou a ser notícia por conta do casamento realizado pelo pastor Vitor Hugo Queiroz, da Igreja Nova Vida de Anápolis (GO). Na ocasião, o líder religioso chegou a dizer que o casal se reunia semanalmente para orar e aprender a Bíblia.

 

Carlinhos Cachoeira foi preso em fevereiro de 2012 acusado de comandar um esquema de exploração de jogos de azar em Goiás, aparecendo também em denúncias de corrupção onde era apontado como contraventor.

 

O casal voltou à mídia essa semana quando alguns sites noticiosos e jornais divulgaram que Andressa Mendonça aceitou posar nua para a revista Playboy. Andressa precisou emitir uma nota esclarecendo que ela daria apenas uma entrevista e que não posaria nua, cancelando, por conta dos boatos, as negociações com a publicação da editora Abril.

 

A nota de esclarecimento foi publicada nesta sexta-feira (20) na fanpage oficial de Andressa Mendonça que se apresenta como “mãe, esposa, cristã, empresária e assistente social”. Na explicação sobre o fim das conversas com a Playboy, a “musa da CPI” diz que não julga quem posa nua, mas que este não é o caminho que ela escolheu para sua vida profissional.

 

Sigo apostando na valorização da mulher como agente ativo de transformação social e não um instrumento a ser utilizado de forma estigmatizada em um mundo machista em todos os setores de atuação profissional”, disse ela.