Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 29/08/2015

Cristão pode ser condenado a cinco anos de prisão por oferecer uma bíblia em um shopping, no Egito

unnamed (4)Um cristão egípcio de 35 anos de idade pode permanecer preso por até cinco anos em uma prisão de seu país. A sentença foi dada por um juiz local ao homem, que foi detido por distribuir Bíblias em um shopping center, na região de Giza Governorate (Egito).

 

Segundo o Christian Post relatou, Medhat Ishak foi flagrado, distribuindo bíblias em 06 de outubro do ano passado. Ele foi condenado inicialmente a 15 dias de prisão por “incitar a luta sectária”. No entanto, um juiz já aumentou a pena de Ishak com uma carga mais pesada, por “prejudicar a segurança nacional”, com o ‘crime’ de basfêmia.

 

O cristão agora enfrenta uma sentença que pode variar entre um e cinco anos de prisão por “insulto à religião”, apesar de seus advogados argumentarem que Ishak não cometeu nenhum crime.

 

Segundo o advogado Rafik Rafaat, Ishak se encontrou com um homem muçulmano no shopping, embora ele não soubesse inicialmente sobre a religião do homem. Ishak ofereceu-lhe uma Bíblia e quando o homem se recusou e explicou que a era muçulmano, o cristão se desculpou e saiu.

 

Rafaat disse: “A palavra ‘blasfêmia’ significa que ele estava insultando a outra religião, mas ele não fez isso e não falou sobre o islamismo, profetas ou qualquer coisa assim para ser acusado de blasfêmia. Então, agora nós somos surpreendidos pelo procurador-geral, que acusou Ishak de blasfêmia quando ele não cometeu nenhum ato deste tipo”.

 

Fonte: Guiame, com informações do Christian Post