Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 09/07/2018

Datena retorna à Band e desiste de candidatura: Não estou preparado

José Luiz Datena surpreendeu os telespectadores ao retornar ao comando do “Brasil Urgente”, na Band, nesta segunda-feira (9). O apresentador de 61 anos anunciou oficialmente sua desistência da candidatura ao Senado. Ele chegou a lançar sua pré-candidatura pelo DEM e tinha até 6 de julho para sair da TV para participar das eleições deste ano.

 

“Deixa eu falar uma coisa aqui. É claro que aparecendo na televisão como estou aparecendo agora fica eliminada qualquer possibilidade de eu ser candidato a qualquer cargo eletivo na República Federativa do Brasil.Como eu deveria ser candidato ao Senado brasileiro, é claro que tomar decisão é uma coisa muito difícil porque é extremamente solitário porque você ouve muita gente, mas quem decide é você”, declarou o apresentador na abertura do programa.

 

“Eu devo explicações primeiro a Deus, depois à minha família e ao meu público, que me acompanha ao longo desse tempo todo. Dessa vez, eu cheguei tão perto, cheguei a ficar dois domingos sem trabalhar, estava realmente decidido a ser candidato ao Senado aqui em São Paulo, mas o problema de desistir é que às vezes você desiste tão perto de conseguir um objetivo”, continuou o apresentador, que explicou ter conversado com a família e amigos próximos antes de desistir da candidatura.

 

“Me diziam: ‘Você vai ter voto pra caramba’, mas eu pensei bem, refleti, conversei com minha família, conversei muito com Deus, conversei com poucos amigos. Ouvi muitas opiniões e achei que ainda não era a hora. É a segunda vez eu me proponho a ajudar o meu país. Dessa vez, fui até longe demais. Talvez nunca chegue a hora de eu ser político um dia, mas esta é a explicação que eu queria dar para cada um de vocês”, afirmou o apresentador.

 
Datena também esclareceu que permanecerá na Band e que voltaria à TV após o período eleitoral, mesmo se fosse eleito senador: “Eu vou continuar na Band até o final do meu contrato, faltam 2 anos e 6 meses. Não significa nada, porque eu iria continuar na Band de qualquer jeito. Eu tive aqui a promessa dos donos da emissora que depois das eleições, eleito ou não, eu estaria de volta aqui, não iria mudar muito, eu iria ficar 3 meses fora daqui.”

 
OUL