Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 29/09/2015

De 15 milhões de judeus espalhados pelo mundo, menos de 1% acredita em Jesus

unnamed (2)Enquanto o mundo se volta para Israel a fim de observar seus últimos acontecimentos, como o final do anoShemitah, o Rosh Hashaná e o Yom Kippur, o grupo “Judeus por Jesus” está envolvido campanhas inovadoras para proclamar a mensagem de Jesus Cristo para o povo judeu.

 

É fácil imaginar que, por se tratar de um grupo de evangelismo, os Judeus por Jesus alcançam seus irmãos distribuindo panfletos nas ruas. Mas sua missão não se resume a isso. “Isso é verdade, nós fazemos muito evangelismo nas ruas. Mas também temos outros meios de compartilhar o Evangelho”, disse Susan Perlman fundadora do grupo, durante uma apresentação na Flórida.

 

Uma das formas inovadoras é chamada de “Multidões”. Para esta ação, o grupo encomendou 20 pinturas originais que ilustram o livro de Mateus. As pinturas foram expostas, recentemente, numa mostra de arte em cidades de São Francisco, Washington e Nova York.
“Estamos recebendo um grande número de judeus nestas mostras de arte. Tivemos 500 pessoas em nossa primeira noite em Chelsea (Nova York). Na verdade, a curadora desta galeria ficou surpresa. Ela disse: ‘Nós nunca tivemos tantas pessoas em uma noite para ver uma mostra de arte'”, relata Perlman.

 

Outra ação inovadora é conhecida como “Massah”, a palavra hebraica para “viagem”. A cada verão, o grupo reúne judeus messiânicos com idades entres 19 e 26 para se juntar à equipe do Centro de Moishe Rosen, em Tel Aviv, Israel. Lá, eles participam do estudo da Bíblia, oração, adoração e aulas de hebraico.
No Centro, localizado em uma área moderna, repleta de galerias de arte e casas de café, os participantes discutem novas maneiras de alcançar os israelenses, empregando música, arte e a palavra escrita. Eles viajam por todo o Israel, liderados por guias experientes, e compartilham o Evangelho.

 

Os participantes da Massah também viajam para vários lugares em todo o mundo para compartilhar o Evangelho com soldados israelenses e outros mochileiros.

 

Diante de quatro décadas de atuação do ministério une judeus e gentios, Perlman se sente orgulhosa pelo trabalho desenvolvido pelos jovens judeus. Hoje, os Judeus por Jesus tem filiais em 14 países, com centenas de funcionários e voluntários.

 

“São os nossos jovens de 20 e poucos anos que estão liderando os projetos”, disse Perlman. “A líder do nosso trabalho em Israel tem 34 anos de idade. Eu realmente sinto que é um sinal positivo para o futuro. Eles enxergam a urgência da tarefa, e tomam isso para eles.”

 

Estamos perto do fim?
Os significados e impacto do Shemitah tem atraído o interesse de cristãos de todo o mundo. Mas para Perlman, o cronograma do homem e o tempo do Senhor nem sempre estão em sincronia.

 

Ela explica que há muito trabalho a ser feito diante das últimas instruções de Jesus em levar o Evangelho por todo o mundo. Dos 15 milhões de judeus espalhados pelo mundo, Perlman afirma que menos de 1% acreditam em Jesus.

 

“Há um imenso trabalho a ser feito”, disse Perlman. “Eu não quero que o Senhor venha mais cedo do Ele planeja, porque eu quero mais oportunidades para torná-lo conhecido. Eu penso nos próprios membros da família, muitos não são crentes ainda.”

 

“Precisamos ter força de oração e estar mobilizados a orar para que o povo judeu tenha seus corações prontos e preparados para Deus. Precisamos de cristãos trabalhando no evangelismo ao povo judeu, ou cristãos que, fielmente, proclamem todos os dias quem é Deus para o povo judeu”, finaliza Perlman.

 

Fonte: Guiame, com informações de Charisma News