Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 29/09/2014

Desiludo, Renato Aragão diz que não vota mais: ‘Sou a favor do Bolsa Presídio para os políticos’

66114-3O comediante Renato Aragão, 79 anos, afirmou que está desiludido com a política brasileira e não pretende mais votar porque não acredita nas promessas feitas. Em entrevista à Istoé, Aragão disse que as cadeias brasileiras ficariam superlotadas caso todos os corruptos que existem no país fossem presos. “Faz tempo que eu não voto. Estou muito decepcionado com a política. Sou a favor do Bolsa Presídio para os políticos. Porque é muita cara de pau o que vemos por aí. Como é que têm coragem de fazer isso com a população? Roubar e não saber de nada, como assim? O Bolsa Presídio para políticos ia fazer as cadeias ficarem superlotadas. Mas, como essa bolsa não existe, muitos estão aí pedindo votos. A gente fica desestimulado.

 

Estou falando de modo geral, não quero citar nomes, todos os partidos têm seus políticos corruptos”, afirmou Aragão. Para ele, a prioridade no Brasil no momento deveria ser a educação. Ele acredita que o projeto Criança Esperança, do qual participa na Rede Globo, faz sua parte em ajudar o país. “As doações são importantes, resolvem alguma coisa, mas isso não é nosso papel, é papel do governo. Claro que cada um de nós pode fazer a sua parte. Porém, acho que o importante que fazemos não é só angariar doações, é mostrar o problema da criança”, explica.

 

O humorista também falou sobre como encara o envelhecimento. “Não me sinto com 80 de jeito nenhum. Minha idade cronológica é essa, mas a física é 47 anos – e já é muito. O que faz a gente não envelhecer é ter projetos. Mesmo que a pessoa se aposente, tem que fazer algum projetinho para a vida, tem que se ocupar e ler. Eu leio muito, contos, jornais, revistas. Leitura é bom para que nunca se tenha problemas de cabeça”, acredita.

 

As informações são do Correio.