Notícias do Mundo Gospel

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 03/07/2015

Dez Mandamentos: Justiça ordena retirada de monumento construído por cristãos em jardim

oklahoma_ten_commandments_statueUm monumento intitulado “Dez Mandamentos”, erguido por cristãos nos jardins do Oklahoma State Capitol, deverá ser removido do local após a Suprema Corte do estado decidir que sua presença no espaço público é irregular.

 

O monumento, com 1,8 metro de altura, foi custeado por cristãos e instalado em frente à sede do parlamento do estado de Oklahoma em 2012. Desde então, diversas críticas à escultura de pedra com a transcrição dos dez mandamentos dados por Deus a Moisés foram feitas, e a polêmica se arrastava desde então.

 

Os juízes da Suprema Corte decidiram, por 7 votos a 2, que o monumento deve ser retirado, com base em uma lei estadual que proíbe o governo de beneficiar qualquer crença religiosa.

 

Antes da decisão de retirar o monumento do local, um grupo satanista reclamou de privilégios ao cristianismo e solicitou autorização para construir uma escultura do espírito baphomet.

 

O grupo, liderado por Lucien Greaves, chegou a divulgar um esboço da escultura, que teria 2,1 metros de altura e representaria satanás através de um hominídeo alado e barbudo com uma cabeça de cabra e grandes chifres.

 

Greaves destacou à época que o monumento teria, além da função de representar o satanismo, “um propósito funcional, com uma cadeira onde as pessoas de todas as idades podem se sentar no colo de Satanás em busca de inspiração e contemplação”.

 

Ativistas ateus da Igreja do Monstro do Espaguete Voador também se queixaram do monumento “Dez Mandamentos” e solicitaram o direito de construir um monumento á descrença no local, caso a Suprema Corte decidisse a favor dos cristãos.

 

Em meio a tantas disputas e manchetes na imprensa, o monumento chegou a ser atacado por um motorista, que jogou o carro contra a escultura e o destruiu em pedaços. Preso, Michael Reed Jr., 29 anos, foi enviado a uma instituição mental para ser submetido a uma avaliação, e chegou a dizer que destruiu o monumento “porque satanás havia mandado”.