Notícias do Mundo Gospel

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 30/11/2016

“Dia do Evangélico” poderá ser feriado em Goiânia

evangelicosGoiânia poderá ter um feriado para homenagear os evangélicos. Os vereadores da Câmara Municipal aprovaram no dia 24 um projeto do vereador Anselmo Pereira (PSDB) que considera como utilidade pública o Instituto Educacional Conceito de Meio Ambiente, Cultura e Saúde (IECMACS).

 

Contudo, havia uma emenda – o chamado jabuti – que previa a oficialização do dia 17 de agosto como feriado municipal. Ela foi incluída pelo vereador Deivison Costa (PTdoB), relator da matéria na Comissão de Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia. Além de uma dia remunerado sem trabalhar, a prefeitura teria de “assumir as despesas com a realização de eventos comemorativos à data, bem como promover a divulgação nos órgãos de comunicação da cidade”.

 

Alguns vereadores afirmaram não ver problema em homenagear os evangélicos, mas discordaram da forma como foi feita a aprovação. Também não creem que seria necessário decretar feriado.

 

Deivison justifica: “Temos vários feriados de outras religiões. Nós evangélicos somos 30% desta cidade e também temos direito”. Ele argumenta que alguns setores da economia seriam beneficiados, principalmente o turismo.

 

Por outro lado, o vereador Djalma Araújo (Rede), lembra que existe um projeto de lei de sua autoria homenageando os evangélicos em 17 de agosto, já aprovado e sancionado. Contudo, não prevê um novo feriado.

 

O político acredita que a ideia de Deivison de criar mais um feriado não será sancionada pelo prefeito Paulo Garcia, pois o município tem um limite de feriados que podem vigorar no calendário oficial.

 

Araújo protesta: “É uma afronta à legislação local. Esse feriado extrapola o limite de nove estabelecido em lei superior. Não tenho nada contra evangélicos, eles têm uma importância muito grande na vida das pessoas, mas o Estado é laico. Depois vão querer criar feriados para maçons, católicos, umbandistas, entre outros”.

 

Presidente da bancada evangélica no Congresso discorda

 
Ouvido sobre o assunto, o deputado federal João Campos (PRB/GO), que além de pastor da Assembleia de Deus também é presidente da Frente Parlamentar Evangélica, disse não concordar. A criação de feriados não é uma demanda do segmento evangélico, enfatiza.

 
“Não sou contra que se tenha uma data comemorativa. Agora, quanto a estabelecer que é feriado, sou radicalmente contra, é um excesso”, asseverou ao Jornal Opção. “Sou a favor de é acabar com feriados, tem feriado demais no Brasil”, reiterou.

 

GOSPEL PRIME