Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 12/03/2018

Dinheiro público – Edvaldo Lima quer devolução dos R$ 230 mil repassados para blocos na Micareta

O vereador Edvaldo Lima (PP), durante discurso na tribuna da Casa da Cidadania, nesta segunda-feira (12), denunciou que a Associação Cultural e Bloco Afro Carnavalesco Zenza não realizou a prestação de contas do patrocínio da ordem de R$ 230 mil repassado pela Prefeitura de Feira de Santana para divisão entre os blocos na Micareta no ano de 2017.

 

De acordo com o edil, a procuradoria do Município acionou o Ministério Público para que as providências sejam adotadas. “A Associação Zenza recebeu R$ 230 mil do Município na Micareta 2017 para dividir com os blocos que iriam desfilar na festa. Mas, não houve divisão e o governo pediu a prestação de contas e ao constatar que também não foi realizada, o procurador Cleudson Almeida acionou o Ministério Público para que haja a devolução do dinheiro”, denunciou.

 

Edvaldo voltou a defender que não haja liberação de dinheiro público para patrocínio de festas. O edil lembrou que não votou a favor da liberação do recurso. “Dinheiro público não é para fazer festa. Quero parabenizar o procurador geral do Município, o secretário de Cultura, Edson Borges, e o prefeito José Ronaldo de Carvalho pela atitude. Dinheiro público é para ser investido em educação, saúde e segurança pública”, concluiu.