Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 30/10/2017

Disney anuncia primeiro personagem gay em série de TV voltada para crianças e adolescentes28 de outubro de 2017

A Disney vem ensaiando abordar a questão da homossexualidade junto ao público infantil há tempos, e no último ano, sua iniciativa com esse fim se tornou mais intensa, com a apresentação do tema em filmes e desenhos. Agora, a empresa anunciou o primeiro personagem gay em uma série infantil.

 

Através do Disney Channel, canal de TV por assinatura, a empresa começará a promover a homossexualidade entre crianças e adolescentes de forma mais acintosa. A série escolhida foi Andi Mack, que estreou a segunda temporada nos Estados Unidos na última sexta-feira, 27 de outubro, e chega ao Brasil na antevéspera do Natal, 23 de dezembro.

 

De acordo com informações do site Notícias da TV, o público da série é formado por crianças e adolescentes entre 09 e 16 anos de idade. O personagem que se tornará homossexual é Cyrus, interpretado por Joshua Rush.

 

Na estória, ele se dará conta de que se sente atraído pelo colega Johan (Asher Angel), que já é alvo do interesse da protagonista da série, a personagem Andi Mack, interpretada por Elizabeth Lee.

 

A iniciativa contou com a consultoria de “especialistas em desenvolvimento infantil”, de acordo com declarações da criadora da série, Terri Minsky. Um porta-voz da emissora declarou que o tema será tratado abertamente, embora sem uso de uma abordagem agressiva.

 

“Andi Mack conta a história de adolescentes descobrindo quem eles são. Terri, o elenco e todos os envolvidos na série tomam muito cuidado para se certificar de que o conteúdo é apropriado para todos os públicos e que mandará uma mensagem poderosa sobre inclusão e respeito para a humanidade”, diz a nota da emissora.

 

Agenda LGBT

 

A Disney já havia ensaiado abordar o tema da homossexualidade em seus produtos entre os anos 2006 a 2008, na trilogia de filmes High School Musical, em que o personagem Ryan Evans (Lucas Grabeel) havia dado mostras de ser gay.

 

Seis anos depois, na série Boa Sorte, Charlie!, um casal de lésbicas participou de um episódio, apresentado como as mães de uma das alunas da escola onde a personagem principal estudava.

 

Disney manda excluir termos religiosos nas traduções de desenhos

 

Em 2017, a empresa foi além, e usou o desenho infantil Star Contra as Forças do Mal para mostrar dois homens e duas mulheres se beijando em uma cena que mostrava um show, o que tornou o Disney Channel alvo de protestos e boicotes no Brasil.

 

O jornalista Luciano Guardaldo, do Notícias da TV, resume a estratégia da empresa: “O Disney Channel tem se distanciado da imagem de família de margarina nos últimos tempos: a série A Casa da Raven, que tem pré-estreia no Brasil neste domingo (29), mostra duas mães divorciadas criando seus filhos. A própria Andi Mack já inovou no conceito de família quando a personagem principal descobriu que sua irmã, Bex (Lilan Bowden), é na realidade sua mãe biológica e que sua mãe de criação, Celia (Lauren Tom), é sua avó”, informou.

 

Gospel +