Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 05/08/2015

Dois israelenses são processados por tentar incendiar igreja cristã

91Na última quarta-feira (29) a justiça israelense anunciou que processou dos cidadãos suspeitos de tentar incendiar a Igreja da Multiplicação dos Pães.
A polícia tem investigado o crime que aconteceu em 18 de junho e acusou dois homens de confissão judaica que queriam incendiar a igreja por conta do “ódio ao cristianismo”.

 

Segundo Shin Bet, serviço de segurança interior israelense, os suspeitos pertenciam a “um grupo de ideologia radical” que funciona desde 2013 criando atos contra cristãos e promovendo agressões contra civis palestinos.

 

Há duas semanas a polícia anunciou que deteve vários suspeitos envolvidos no incêndio próximo ao santuário de Tabgha, o local onde acredita-se que Jesus multiplicou os pães e os peixes.
O mesmo grupo é acusado de queimar casas de palestinos na Cisjordânia ocupada e também de ter tentado queimar a igreja do Trânsito em Jerusalém.

 

O incêndio na Igreja da Multiplicação deixou duas salas danificadas, mas o templo não sofreu danos. Em abril do ano passado o mesmo local foi palco de um ataque, a ideia era protestar contra a visita do Papa Francisco a Terra Santa.

 

Com informações G1