Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 20/06/2014

Dono de Telexfree vai para prisão domiciliar; fundador brasileiro continua desaparecido

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic_.MtEb1qzdNMO norte-americano James Merrill, um dos donos da Telexfree, poderá ficar preso em regime domiciliar nos Estados Unidos. Desde o dia 9 de maio, ele estava em um centro de detenção em Rhode Island sob acusação de crime de pirâmide financeira que teria movimentado US$ 1 bilhão. A Justiça considerou a falta de provas do envolvimento do executivo ou de indícios de que ele pudesse fugir. Agora, o empresário terá que usar bracelete eletrônico com GPS, estar em casa todos os dias entre 20h e 8h, além de não poder manter contato com nenhum funcionário da Telexfree.

 

Ele deve, ainda, assinar um certificado que garante uma hipoteca ao governo de suas propriedades e de sua família no valor de US$ 900 mil. Em caso de descumprimento, Merrill pode voltar à prisão. Outro fundador, o brasileiro Carlos Wanzeler, é considerado foragido pela Justiça americana. Ainda em abril, ele veio ao Brasil com a filha e até o começo do mês passado estava no Espírito Santo, segundo o advogado da empresa no Brasil, Antonio Carlos de Almeida Castro.

Katia Wanzeler, sua mulher, chegou a ser presa no aeroporto JFK, em Nova York, ao tentar pegar um voo para o Brasil em 14 de maio, mas foi solta depois de nove dias.

 

Informações do UOL.