Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 02/10/2017

Edvaldo Lima apresenta Moção de repúdio contra Museu de Arte Moderna

Indignado com a performance intitulada “La Bête” apresentada no Museu de Arte Moderna de São Paulo, onde uma criança, acompanhada por uma mulher, interage com um artista nu e deitado no chão tocando os pés do coreógrafo, o vereador Edvaldo Lima (PP) informou na tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana, na sessão desta segunda-feira (02) que protocolou Moção de Repúdio contra o equipamento.

“Venho expor minha indignação com a cultura da imoralidade que existe nesse país. Querem transformar a educação na cultura do desrespeito. O Museu de Arte Moderna de São Paulo está incentivando a cultura da pedofilia. Uma aberração. Isso não é cultura, nunca foi e nunca será. Onde estão as autoridades que têm permitido esse tipo de desrespeito com uso do dinheiro público?”, protestou.

O edil lembrou que no último dia 20 de setembro a Casa da Cidadania aprovou Moção de Repúdio de nº 957/2017, de sua autoria, contra o Banco Santander e o Governo Federal, que através do Ministério da Cultura financiou a exposição “Queermuseu – Cartografias da Diferença na Arte Brasileira”, que deveria ficar em cartaz de 15 de agosto a 08 de outubro, sediada no Santander Cultural, no Centro de Porto Alegre (RS).

“Assim como aconteceu no Rio Grande do Sul e agora em São Paulo, logo estará chegando a Salvador e Feira de Santana. O Ministério da Cultura precisa ser fechado, porque a última coisa que estão fazendo é cultura. Essa é uma exposição do diabo, não vem de Deus. O Governo deveria mandar esse canalha, que se diz artista, direto para a cadeia”, finalizou o vereador.