Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 02/08/2017

Edvaldo Lima considera recadastramento “humilhação para o eleitor”

O vereador Edvaldo Lima (PP), em pronunciamento na tribuna na Câmara Municipal nessa quarta-feira (02), criticou o processo de recadastramento biométrico promovido pelo Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TER-BA). O edil destacou as dificuldades enfrentadas pela população feirense para o agendamento de horário para realização do procedimento, considerado obrigatório.

“A população de Feira de Santana tem sofrido para ser atendida nos locais de recadastramento, no TRE e no SAC na Olímpio Vital. Não cabe mais, em pleno século 21, o cidadão está sendo obrigado, humilhado, para fazer um recadastramento para poder votar, porque o titulo eleitoral só serve exclusivamente para mandar o vereador para essa Casa, o deputado estadual para a Assembleia Legislativa, o governador para governar o estado da Bahia, enfim. Mas, ninguém levanta a voz para denunciar a humilhação pela qual está passando o povo de Feira de Santana e de toda Bahia. É uma humilhação”, reclamou Lima.

 

Indignado, o vereador criticou a obrigatoriedade de recadastramento de eleitores com idade acima de 70 anos. “É um desrespeito, uma imoralidade. Estou fazendo um ofício para que o juiz eleitoral solicite apoio do Governo Municipal para que disponibilize o ônibus digital para ajudar a recadastrar essa população, que está sendo obrigada a agendar atendimento e não consegue fazer o agendamento”, finalizou.

 

Portal Cidade Gospel