Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 20/05/2015

Edvaldo rebate críticas de Zé Carneiro e Tonhe Branco

CM_Foto_Franklin-DoriaDSC_0856Em pronunciamento na sessão ordinária desta quarta-feira (20), o vereador Edvaldo Lima (PP) agradeceu aos edis Eremita Mota (PDT) e Beldes Ramos (BT) pelas palavras de defesa e fez sua própria defesa.

 

“Agradeço aos vereadores Eremita Mota e Beldes Ramos pela defesa, pois gostam das coisas transparentes como este vereador. Podem contar sempre comigo. O que falo aqui, digo com segurança e não atinjo a moral de quem quer que seja. Não vi nenhuma manifestação da corregedora quando aqui trago projetos e o líder do Governo, que tem o direito de defender o Governo, tenta atacar minha moral. Digo à corregedora que fui taxado aqui se satanás”, revelou.

 

E disparou contra o líder do Governo na Casa, vereador José Carneiro Rocha (PSL). “Peço respeito a Vossa Excelência porque eu lhe respeito. Vossa Excelência está no caminho errado, na contramão. Faço projetos para proteger a população, pois seu Governo nada faz para melhorar o transporte e a pavimentação. Quando uso esta tribuna é para atingir seu Governo e não a sua pessoa, mas o senhor fica incomodado. Porém, é preciso se preocupar com a população que lhe elegeu. Vossa Excelência não está se colocando como um líder nesta Casa, pois usa a tribuna para atacar este vereador. Coloque os pés no chão. Por isso parabenizo Lulinha, que em seus discursos faz a defesa do Município”, pontuou.

 

Edvaldo também lembrou que enquanto vereador continuará defendendo os interesses da população. “Trouxe aqui três projetos para melhorar o transporte público da cidade, mas o senhor como líder do Governo não permitiu a aprovação. Estou aqui para respeitar e defender os interesses da população e continuarei fazendo”, prometeu.

 

Em aparte, o líder governista garantiu que nenhum de seus pronunciamentos teve a intenção de ofender a pessoa do vereador Edvaldo Lima. “De maneira nenhuma quis ofender a pessoa do vereador, mas as posições antagônicas que apresenta. Digo que andou com duas pernas: uma do Governo do Estado e outra do Governo Municipal, da qual se beneficiou por muito tempo”, rebateu.

 

Mudando de foco

 

Ainda no uso da tribuna, o vereador Edvaldo Lima (PP) se reportou ao edil Tonhe Branco. “Com todo respeito, peço que o senhor coloque seus pés no chão e não se deixe emprenhar pelos ouvidos. Ande com suas pernas e não com as penas de José Ronaldo. Eu lhe procurei e lhe pedi que adiasse o projeto porque eu queria fazer a leitura dele com mais cuidado. Não sou contra o senhor, agora seu bairro é o que mais tem problemas com o transporte e o senhor nunca se uniu a este vereador em busca de melhorias”, disparou.