Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 08/02/2018

“Eleger Huck é entregar o poder à Globo”, diz Marco Feliciano

O nome do apresentador Luciano Huck é defendido por muitos como um potencial nome para assumir a Presidência da República. Ainda que ele negue interesse no cargo, muitos declaram que ele é um presidenciável.

 

Principalmente depois que Huck participou do Domingão do Faustão, programa considerado por muitos como uma campanha eleitoral, mostrando os interesses óbvios do apresentador pela política e a tentativa de usar sua influência como comunicador para conquistar os votos de quem está cansado dos políticos tradicionais.

 

Ao comentar sobre essa suposta candidatura, o deputado federal Marco Feliciano alertou os brasileiros sobre os perigos que estariam por trás de uma figura da mídia tão ligada à Rede Globo de Televisão.

 

“Temos o dever de impedir que um ungido no Jardim Botânico [sede da Globo] venha a ser eleito, para isso usemos nossos meios de alcance, redes sociais e boca a boca”, disse Feliciano em um vídeo publicado em suas redes sociais.

 

Feliciano não poupou críticas à emissora carioca, dizendo que é “rede esgoto” e apontou as conhecidas relações de Huck com Eike Batista, Aécio Neves, Joesley Batista (JBS). “Falam até em caros presentinhos e negócios, como a ilha paradisíaca lá com o Joesley. Aquele do grampo”, denunciou.

 

Até a programação da Globo foi usada como argumento para o parlamentar religioso, lembrando que a emissora tem como objetivo “destruir a família tradicional, de raiz judaico-cristã”. “Imagine a Globo no poder, não podemos deixar isso acontecer”, ressaltou.

 

Se posicionando como político de direita, o parlamentar afirma que “Luciano Huck é o candidato da esquerda na ausência de Lula”.

 

 

JM NOTÍCIA