Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 15/05/2015

Em Feira, 27 mil já foram vacinados contra gripe

Vacina__o H1N1-fotos Jorge Magalh_es (11)_1As unidades municipais de saúde de Feira de Santana continuam mobilizadas na vacinação contra a gripe. Desde que começou a Campanha Nacional contra a Influeza, no dia 4, 27 mil pessoas já foram vacinadas – os números são referentes até esta terça-feira, 12. Somente no dia “D” de mobilização nacional, realizado no sábado, 9, 14.130 pessoas receberam o imunizante.

 

A campanha segue até o dia 22 de maio. A meta é imunizar 101 mil pessoas no município, o que corresponde a 80%. Entre os idosos deverão ser vacinados 60 mil. Para alcançar os números, a Divisão de Vigilância Epidemiológica, através da Rede de Frio, tem garantido a vacina em todas as unidades de saúde.

 

Além dos idosos, integram o público-alvo crianças de seis meses a menores de cinco anos; trabalhadores da saúde; gestantes; puérperas (mulheres até 45 dias após o parto); população privada de liberdade (detentos); os funcionários do sistema prisional, portadores de doenças crônicas, como o diabetes, hipertensão, renal, respiratória, e os povos indígenas.

 

A chefe da Divisão Vigilância Epidemiológica, Francisca Lúcia Oliveira, afirma que a procura pela vacinação está dentro das expectativas da Secretaria de Saúde. Contudo, orienta as pessoas que fazem parte do grupo prioritário e que ainda não garantiram sua proteção, que procurem uma unidade de saúde mais próxima. É importante levar um documento pessoal e a caderneta de vacinação.

 

PROTEÇÃO

 

A vacinação contra a gripe previne as formas mais graves da doença. Ela protegerá a população contra os três subtipos do vírus da gripe determinados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para este ano (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B).

 

Conforme o Ministério da Saúde, estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% e 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza.

 

A gripe é uma doença respiratória aguda e sua transmissão ocorre de pessoa para pessoa, principalmente por meio da tosse, espirro ou contato com as secreções respiratórias de pessoas infectadas.