Esportes

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 03/06/2015

Em jogo equilibrado, Bahia fica no empate com o Macaé e perde liderança da Série B

Tiago_tricolor_Em jogo equilibrado no estádio Moacyrzão, em Macaé, no Rio de Janeiro, Bahia e Macaé empataram em 0 a 0, na noite desta terça-feira (2), pela quinta rodada da Série B. Com o resultado, o Tricolor foi ultrapassado por Náutico, que venceu o Ceará, e Botafogo, que bateu o Paraná, e caiu para a terceira colocação do Brasileirão com 11 pontos.

 

Agora o time do técnico Sérgio Soares volta suas atenções para o Bragantino, adversário do próximo sábado (6), em São Paulo. Com duas partidas seguidas fora de casa, a delegação só retornará a Salvador após o duelo em Bragança Paulista.

 

O jogo

 

Intenso. Assim pode ser definido o primeiro tempo de Bahia e Macaé. Jogando no estádio Moarcyrzão, no Rio de Janeiro, as duas equipes tiveram chances de tirar o marcador do zero ainda na primeira etapa. O Bahia começou assustando. Com menos de um minuto o lateral Marlon sofreu falta na entrada da área. Souza cobrou e a defesa afastou, no rebote Tiago Real arriscou chute da intermediária, mas Ricardo Berna fez a defesa. A resposta do time carioca não demorou. Depois da cobrança de escanteio Juninho arriscou chute forte. A bola passou perto do gol de Douglas Pires. O volante foi o principal nome do Macaé no primeiro tempo.

 

O time carioca explorava as jogadas de linha de fundo e deu trabalho ao sistema defensivo do Bahia. Aos 18 minutos o atacante Pipico recebeu na entrada da área, tirou Tony da jogada e bateu com efeito no gol Douglas, mas a bola foi para fora. Em outro lance Anselmo recebeu livre na pequena área, mas Douglas fechou bem o ângulo e salvou o chute forte.

 

Do outro lado o Bahia tentava articular as jogadas principalmente com Tiago Real e o lateral-esquerdo Marlon. A melhor jogada do Tricolor aconteceu com Rômulo em chute forte de fora da área que Ricardo Berna defendeu.

 

Os dois times voltaram sem mudanças no segundo tempo e o ritmo seguiu o mesmo. O primeiro a assustar foi Pipico que invadiu a defesa do Bahia, mas foi travado por Yuri na hora da finalização. Na sequência Léo Gamalho errou na saída e a bola sobrou para Juninho que mandou um chute forte, mas Douglas Pires salvou o Bahia do que seria o primeiro gol.

 

O Bahia respondeu na mesma moeda. Zé Roberto puxou contra-ataque, deixou de calcanhar para Tiago Real que avançou e chutou forte, obrigando Berna a fazer boa defesa. No rebote Zé Roberto mandou para fora. As duas equipes seguiam com chances de tirar o zero do placar, mas sem conseguir chegar ao gol terminaram com o empate sem gols.

 

Correio