Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 11/08/2017

Empresas mais reclamadas no Procon mostram pouca ação para melhorar atendimento

Embasa, Oi, Casas Bahia, Insinuante — atual Ricardo Eletro — e Coelba lideram o ranking das 30 empresas que mais causaram dor de cabeça ao consumidor em 2016. O levantamento foi feito pela Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon Bahia), e os nomes da Coelba e da Embasa na lista não são novidade para o Procon.

 

A coordenadora dos postos de Atendimento, Raiana Fonseca, explicou como a Embasa chegou à liderança do ranking. “Como é serviço essencial, elas sempre estão no ranking de reclamações. Nós recebemos, diariamente, muitas reclamações com relação a cobrança abusiva e aumento de consumo totalmente desproporcional ao que o consumidor está acostumado. Muitos buscam o Procon por esse tipo de reclamação”, disse. Além das fornecedoras de serviços básicos, o levantamento traz ainda a insatisfação do consumidor com empresas como a Oi, no segundo lugar da lista, Casas Bahia/Ponto Frio, no terceiro lugar e Insinuante.

 

Embasa, Oi, Casas Bahia, Insinuante — atual Ricardo Eletro — e Coelba lideram o ranking das 30 empresas que mais causaram dor de cabeça ao consumidor em 2016. O levantamento foi feito pela Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon Bahia), e os nomes da Coelba e da Embasa na lista não são novidade para o Procon.

 

A coordenadora dos postos de Atendimento, Raiana Fonseca, explicou como a Embasa chegou à liderança do ranking. “Como é serviço essencial, elas sempre estão no ranking de reclamações. Nós recebemos, diariamente, muitas reclamações com relação a cobrança abusiva e aumento de consumo totalmente desproporcional ao que o consumidor está acostumado. Muitos buscam o Procon por esse tipo de reclamação”, disse. Além das fornecedoras de serviços básicos, o levantamento traz ainda a insatisfação do consumidor com empresas como a Oi, no segundo lugar da lista, Casas Bahia/Ponto Frio, no terceiro lugar e Insinuante.