Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 20/03/2017

Entenda como o esfoliante atua na pele e seus benefícios

Normalmente lembrado como o segundo passo da rotina de limpeza diária (mesmo que muitos dos produtos só possam ser usados duas vezes por semana), a esfoliação é o ato de remoção do estrato córneo. “Com isso, são tiradas células mortas e detritos que são restos de epitélio, sebo e resíduos que muitas vezes ficam mais aderidos à superfície cutânea”, explica a dermatologista Dra Claudia Marçal, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

 

O que acontece

 

“O esfoliante vai fazer uma renovação do estrato córneo, retirar as impurezas que às vezes estão mais arraigadas dentro como se fossem depósitos de gordura, mais restos epidérmicos da pele no folículo do poro, no ducto de saída da glândula”, destaca a Dra Claudia Marçal.

 

O resultado

 

“O ato de esfoliar vai deixar essa pele mais fininha, mais macia, mais receptiva para uma hidratação. Os esfoliantes ajudam a retirar células mortas e facilitam a penetrância dos ativos presentes nos cremes”.

 

Qual a periodicidade?

 

“Tudo vai depender do tipo de pele. Uma pele mais oleosa necessita ser esfoliada duas vezes por semana, sempre com ativos naturais. Na pele normal, o processo deve ser feito uma vez por semana no máximo para fazer a remoção das células mortas. Já a pele seca não necessita de esfoliação. Quanto à esfoliação corporal, deve ser feita até duas vezes por semana por quem tem a pele mais oleosa, ou se pratica mais esportes, como natação, ou gosta de ir a praia. Em relação à pele normal, realmente, uma vez por semana é bem indicada. A pele seca não tem contraindicação à esfoliação corporal. O que muitas vezes eu peço, e que ajuda até a fazer com que a gente deixe a barreira cutânea permeável à hidratação, é misturar o esfoliante com óleos naturais, como o óleo de amêndoas, o óleo de semente de uva, o óleo de framboesa, o óleo de oliva… todos eles acabam sendo uma maneira muito interessante de esfoliar e lubrificar, melhorar a maciez e retirando esse espessamento que nós vemos nas peles mais secas porque eles promovem uma queratinização maior”.

 

Ativos e como usar

 

“Utilizar esfoliante, de preferência com ativos naturais, como a casca do arroz Rice Exfoliator ou a semente de apricot para promover renovação epitelial e desincrustação de rolhas de queratina, proteína morta, e sebo presentes no orifício dos poros. Aplicar na pele molhada, após lavar com o sabonete, massagear com movimentos circulares e deixar ficar por dois a três minutos e enxaguar”, recomenda a dermatologista.

 

NOTÍCIAS AO MINUTO