Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 20/08/2015

Escola Maria Antônia da Costa comemora 30 anos de fundação

1982015175240Um delicioso reencontro dos antigos alunos, funcionários e professores com os atuais marcou a comemoração pelos 30 anos de fundação da Escola Municipal Maria Antônia da Costa, na noite desta terça-feira, 18. Fundada em 1985, a EMMAC já atendeu a mais de 9 mil alunos em toda a sua história.

 

“Vivi a maior parte da minha vida aqui. E de uma coisa tenho certeza: quando me aposentar, quero continuar trabalhando na Maria Antônia”, comemora Maria de Fátima Santana, funcionária da Secretaria da escola desde o primeiro dia de seu funcionamento e que por uma dessas fortuitas coincidências também celebra aniversário no mesmo dia da escola.

 

Com apresentações de dança, teatro e um brinde comemorativo reunindo representantes de pais, funcionários e alunos, a comemoração dos 30 anos marcou também o lançamento do memorial da escola. A obra construída pelos estudantes do 9º ano apresenta em gráficos, imagens e textos, detalhes que contam a história da escola.

 

A Escola Municipal Maria Antônia da Costa desenvolveu, ao longo dos anos dezenas de projetos interessantes que fomentam a parceria escola versus comunidade, como o “Projeto 15 primaveras” que promove junto com parceiros uma grande festa de aniversário para as estudantes de 15 anos.

 

Para a diretora da escola, Nelcilandia Figueiredo Arouca, que está na função há 12 anos, a jornada da unidade de ensino ainda está marcada por desafios. “Ao longo de tantos anos, nós da escola acumulamos experiências, aprendizados e temos a certeza de que transformamos a história de muita gente. Para os próximos 30 anos, acredito que a nossa missão é continuar superando os desafios. Trazer principalmente a família para dentro da escola, investir na formação de pessoas e seguir com o nosso trabalho diferenciado”.

 

Primeira vice-diretora do turno noturno e segunda diretora da unidade, a professora Luiza Ferreira, hoje aposentada, trabalhou na escola de 1985 a 2001. Ela comemora: “Estou muito feliz por poder viver este momento”. Izaíra Mendes Rodrigues e Vilma Santos Souza, colegas de Luiza e funcionárias da escola do mesmo período, completam: “Hoje é dia de festa! Estamos muito gratas a Deus por esta oportunidade de comemorar 30 anos da escola que conhecemos desta a construção”.

 

Nilda Campos, mãe da estudante Luana Cipriano Campos (do 6º ano), destaca a importância da escola na formação da filha: “Esta escola é maravilhosa. Não tenho nenhuma queixa, pelo contrário, aqui sinto que minha filha é bem cuidada, sem falar nos professores que são ótimos”. Gabriel Santos do Espírito Santo, colega de Luana, também comemora: “Eu amo essa escola. Amo a merenda daqui, amo os professores e os meus colegas!”.

 

“É uma honra para nós, familiares, participarmos desta comemoração. Maria Antônia viveu para a educação. Ela era professora de geografia e, numa certa ocasião, pediu ao governo estadual da época que fundasse a Escola da Cadeia Pública, onde por anos alfabetizou os presos que cumpriam pena lá”, destaca o advogado Roberto Tourinho, filho da patronesse homenageada com o nome da escola. Roberto Tourinho é também secretário municipal de Meio Ambiente.