Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 14/03/2018

“Eu tiro o chapéu para os evangélicos de verdade”, diz Danilo Gentili no Raul Gil

No último domingo (11), o apresentador Danilo Gentili participou do Programa Raul Gil e expressou seu total apoio ao grupo que ele chamou de “evangélicos de verdade”.

 

Convidado para participar do quadro “Pra quem você tira o chapéu?”, Gentili elogiou e criticou pessoas, grupos e atitudes, como é comum que os convidados façam no momento.

 

Ao pegar um chapéu com o nome “evangélicos”, ele afirmou que “tira com toda certeza” e explicou que estava expressando o seu apoio “à boa semente e não ao joio”.

 

“Uma vez Jesus contou uma parábola e ele disse o seguinte: ‘o Reino dos céus é semelhante a uma grande plantação, onde veio o semeador, o dono da plantação e semeou uma boa semente, mas depois veio o inimigo e semeou o joio’. Eu estou tirando o chapéu para a boa semente, não para o joio, porque tem joio no meio”, afirmou.

 

Danilo ainda reconheceu que realmente existem muitos líderes que se dizem pastores, mas ele os classificou como “estelionatários”.

 

“Eu estou tirando o chapéu para os evangélicos de verdade, os pastores de verdade”, destacou. “Tem muito estelionatário, que é o pior tipo. Esse, eu não sei o que vai dizer na frente de Deus quando chegar lá”.

 

Gentili afirmou que o Evangelho não consiste em simplesmente pregar prosperidade, mas sim em convocar as pessoas a se entregarem totalmente a Deus.

 

“O verdadeiro evangélico, o pastor ensina que você está na igreja para se dar para Deus, não para fazer Deus de escravo e dar coisas para você. Não é isso que a Bíblia fala”, afirmou.

 

Testemunho

 

Danilo se lembrou da época em que teve o apoio da Igreja Batista que frequentou, quando perdeu seu pai e também sua irmã.

 

“Para o verdadeiro evangélico eu tiro o chapéu, porque sei como eles podem fazer a diferença. Quando o pastor e a igreja são comprometidos, isso faz muita diferença”, disse.

 

“Eu já perdi o meu pai, perdi a minha irmã e eu sei que a igreja que eu ia – a igreja Batista – foi mais presente na nossa vida que os próprios parentes”, acrescentou.

 

Quando questionado por Raul Gil sobre sua confissão de fé, Gentili se declarou cristão e afirmou acreditar que a salvação não está ligada a um denominação específica.

 

“Eu sou cristão, sim. Acredito que a salvação é individual, não é uma igreja que vai salvar. Mas eu sei que tem muito evangélico sério que é prejudicado por causa desse monte de estelionatários, ficam usando o nome de Deus para enganar os outros”, destacou. “Então quem está queimando o filme dos evangélicos não é o diabo. Para muitos evangélicos é tudo culpa do diabo, mas não, muitas vezes o inimigo está dentro da igreja, pixando a imagem do verdadeiro cristão. Esse é o joio no meio do trigo”.

 

Guia me