Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 22/02/2018

Ex-Testemunha de Jeová, excluída da igreja, mata família e se suicida

A ex-Testemunha de Jeová, Lauren Stuart (foto), 45, matou o marido e seus filhos e depois se suicidou, após ter sido expulsa da igreja Testemunhas de Jeová.

 

Segundo informações, Lauren teria ficado abalada com a discriminação que vinha sofrendo de integrantes da Igreja.

 

A família abandonou a igreja há cinco anos após Lauren revelar o desejo de inscrever os filhos numa universidade, algo que não foi visto com bons olhos na comunidade. Após a saída, a mulher tornou-se modelo fotográfico.

 

A pessoa que sai da Igreja ou dela é expulso não pode ter contato com nenhum fiel, mesmo os parentes.

 

Segundo o jornal Daily Mail, fonte próxima das vítimas afirmou que a modelo foi proibida de entrar em contato com amigos e familiares praticantes da religião.

 

No dia 16 de fevereiro de 2017, Lauren teria surtado devido a pressão e matou sua família. Os corpos de Lauren Stuart, do marido Daniel, de 47 anos, e dos filhos Steven e Bethany, de 27 e 24 anos, respetivamente, foram encontrados na casa da família em Michingan, Estados Unidos.

 

Devido a este afastamento, Joyce Taylor, amiga de Lauren, disse ao jornal que a mulher “estava emocionalmente instável… sentia-se sozinha” e que acredita que a modelo tenha optado por matar também o marido, pois Daniel era uma preocupação constante devido às tendências depressivas. “A culpa é 100% da religião”, disse Joyce à Fox 2.

 

Joyce, que deixou a seita fundamentalista há cerca de 30 anos, afirmou: “A família [de Lauren] sofreu as duras consequências enfrentadas por todos que deixam as Testemunhas de Jeová”.

 

As autoridades continuam a investigar o caso e buscam informações que a população local possa fornecer quanto à rotina das vítimas.

 

 

FOLHA GOSPEL – Fonte: Paulopes e Correio da Manhã (Portugal)