Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 16/06/2015

Família acusa evangélicos por morte de mãe de santo de 90 anos

171419Morreu no dia 1º de junho a ialorixá Mãe Dede de Iansã, moradora de Camaçari na Bahia. Aos 90 anos a idosa era uma respeitada mãe de santo que atuava na cidade há 45 anos sendo reconhecida em toda Bahia.

 

Ela morreu de enfarte e a família afirma que é culpa dos evangélicos de uma igreja próxima ao terreiro de candomblé que estavam ofendendo a idosa.

 
Os problemas de Mãe Dede de Iansã com os religiosos são recentes, há cerca de um ano a igreja Casa de Oração Ministério de Cristo inaugurou um templo próximo ao terreiro.
Amigos e familiares da ialorixá garantem que desde então os insultos e ações de intolerância religiosa começaram. No dia que a idosa passou mal e veio a falecer, por exemplo, os evangélicos estavam gritando na porta do terreiro.

 

“Ficaram toda a madrugada gritando coisas como ‘afasta o demônio’, ‘limpa esse território do satanás e das forças malignas’. Ela passou mal, teve um infarto e morreu”, diz Marcos Rezende, coordenador nacional do Coletivo de Entidades Negras (CEN).

 

A família já prestou queixa contra a igreja e 15 dias antes da fatalidade, a própria Mãe Dede havia registrado um BO reclamando da intolerância que estava sofrendo por parte dos vizinhos.

 
A 26º Delegacia Territorial (DT) de Camaçari está investigando o caso e o Coletivo de Entidades Negras vai se reunir com o Ministério Público para exigir ações contra os evangélicos.

 

Com informações Estadão